Seja o primeiro a compartilhar

Arma laser capaz de destruir drones é divulgada pelos EUA

Um poderosíssimo laser de 150 kW de potência é a chave da mais nova arma divulgada pelo exército dos Estados Unidos. Os militares norte-americanos divulgaram imagens captadas durante o primeiro uso para testes do equipamento de alta energia que é capaz de derrubar objetos como drones, que os americanos chamam de Veículo Aéreo Não-Tripulado.

A apresentação foi feita a bordo do navio USS Portland, onde foi instalado o Demonstrador do Sistema de Armas a Laser de Maturação Tecnológica (LWSD, na sigla em inglês)

O LWSD foi a primeira implementação de um laser de estado sólido de alta potência a uma arma do tipo em uma embarcação da frota do Pacífico do país, e promete revolucionar os combates na água, uma vez que dispensa o uso de munição. 

Veja a demonstração no vídeo abaixo:

Segundo o capitão Karry Sanders, que comandou os testes, esse novo armamento será capaz de redefinir a maneira como se dão os conflitos marítimos também pela capacidade de derrubar desde objetos menores, como os drones, até aeronaves de pequeno porte. 

Segundo o comunicado oficial da Marinha norte-americana, embora as imagens divulgadas digam respeito apenas a testes, a arma está em avaliação graças ao crescente número de ameaças que os navios do país sofrem em missões, vindas desde pequenos barcos armados e veículos aéreos não tripulados até sistemas de reconhecimento da inteligência de adversários, como a China.

60 anos de testes

A Marinha dos EUA desenvolve armas de energia direcionada (DEWs), para incluir lasers nas embarcações, desde a década de 1960. Segundo o comunicado oficial, as DEWs são definidas como "sistemas eletromagnéticos capazes de converter energia química ou elétrica em energia irradiada e focalizá-la em um alvo, resultando em danos físicos que degradam, neutralizam, derrotam ou destroem uma capacidade adversa".

O sistema a laser foi desenvolvido pela Northrup Grumman, com integração e testes completos de sistemas e navios, liderados pela NSWC Dahlgren e Port Hueneme.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.

Comentários

Você já percebeu que passamos por algumas mudanças por aqui, né? Uma delas é melhorar também o nosso campo de comentários - e nada melhor do que você, nosso leitor, para nos ajudar e garantir que a gente esteja no caminho certo. Substituímos temporariamente nossos comentários por uma pesquisa rápida para implementarmos mais uma melhoria. Como você acredita que nossa interação pode ser mais próxima aqui?

CLIQUE AQUI PARA RESPONDER