Ilusões de ótica também funcionam em moscas, afirma estudo

Ilusões de ótica também funcionam em moscas, afirma estudo

Último Vídeo

As ilusões de ótica geralmente conseguem enganar os humanos, fazendo com que vejamos coisas que não estão ali ou que não são exatamente aquilo. Incrivelmente, cientistas da Universidade de Yale descobriram, após muito tempo estudando o cérebro das moscas, que elas também são enganadas por truques dessa natureza.

Em definição, a ilusão de ótica faz com que a gente enxergue coisas que não estão presentes ou que nos faça ver as imagens de forma errada. Alguns exemplos são as fotos que uma hora são um sapo e na outra são um cavalo, ou as imagens que, mesmo estando completamente paradas, parecem se mexer quando olhamos. 

(Fonte: Segredos do Mundo/Reprodução)(Fonte: Segredos do Mundo/Reprodução)

O estudo da Universidade de Yale

Segundo a pesquisa feita em Yale, as moscas também sentem esses efeitos quando olham para imagens impregnadas com ilusão de ótica. A descoberta foi feita durante estudos com as moscas de frutas e teve os resultados publicados no periódico online Proceedings of the National Academy of Sciences

A pesquisa foi feita pelos neurocientistas Margarida Agrochao, Ryosuke Tanaka, Emilio Salazar-Gatzimas e Damon A. Clark, e apresenta que os insetos voadores são afetados de forma mecânica quando em contato com truques de ilusão de ótica.

O cérebro das moscas

O cérebro dos insetos é afetado de maneira semelhante ao dos seres humanos, ainda que tenham o órgão muito menor que o nosso. Sabe-se que o cérebro de uma mosca tem aproximadamente 100 mil neurônios, enquanto que o dos humanos tem cerca de 100 bilhões deles. 

Com todos os estudos e um mapeamento feito sobre como se comporta o cérebro destes insetos voadores, os pesquisadores da Universidade de Yale conseguiram descobrir como as ilusões de ótica afetam os neurônios das moscas. 

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

Iludidas pelos truques

Ao encarar as imagens com ilusão de ótica, o cérebro das moscas se comporta como se estivesse vendo uma imagem em movimento. Um exemplo que confirma isso é o fato das moscas olharem instintivamente para os truques. 

Para confirmar as suspeitas, os neurocientistas utilizaram um pouco de neurogenética nos cérebros dos insetos e confirmaram as hipóteses. Isso porque as moscas não reagem quando são "desativados" alguns neurônios específicos que trabalham com a percepção afetada pela ilusão de ótica. 

(Fonte: Segredos do Mundo/Reprodução)(Fonte: Segredos do Mundo/Reprodução)

Os pesquisadores puderam concluir, então, que as moscas são afetadas de maneiras semelhantes aos humanos. Segundo os neurocientistas, estas descobertas ajudam compreender ainda mais o sistema visual de nós, humanos.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.