Por que camelos têm corcovas?

Estima-se que a primeira vez que um camelo andou pela Terra foi há 45 milhões de anos. Se isso não bastasse para torná-los animais bastante únicos, um dos seus traços físicos costuma chamar bastante atenção: as corcovas. Se os dromedários possuem apenas uma corcova, os camelos logo são equipados com um belo par delas.

Entretanto, a maioria das pessoas não faz a menor ideia da função dessas estranhas lombadas nas costas dessas criaturas. Se você também faz parte da lista de curiosos, esse texto te trará novas informações sobre a vida desses incríveis e fascinantes animais do deserto.

Adaptação à natureza

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

Apesar de os camelos serem bastante comuns no Oriente Médio e em algumas partes da Ásia, sua verdadeira origem aconteceu na América do Norte. Não apenas isso, mas os camelos também vagavam pelas regiões árticas e justamente por isso começaram a desenvolver uma resposta fisiológica às baixas temperaturas.

Para enfrentar o clima frio da região, eles gradualmente passaram a "cultivar" uma corcunda nas costas. De acordo com biólogos contemporâneos, as curvaturas características desses bichos funciona muito bem como uma forma de regular a temperatura corporal — visto que também atuam como um reservatório de energia.

Os camelos armazenam força em suas corcovas para momentos em que as fontes de comida são escassas. Sendo assim, sempre que um deserto seca ou um inverno rigoroso mata a vegetação nas terras arenosas, sua única esperança é a gordura que armazenaram em suas corcovas. Inclusive, camelos com grandes corcovas costumam ser mais valorizados nos comércios de compra e venda de animais.

Lendas sobre as corcovas

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

Ao contrário do que a crença popular disseminou por gerações, as corcovas dos camelos não estão cheias de água. Esse mito se tornou bastante relevante pois essas criaturas conseguem sobreviver semanas sem consumir uma gota do líquido, mas isso não significa que as calotas biológicas trabalham como um reservatório de água.

Por possuírem essas habilidades, os mercadores utilizavam os camelos para carregar mercadorias pesadas e fazer longas viagens entre o Oriente Médio e a China durante a época da Rota da Seda. Os camelos eram um meio de transporte conveniente para atravessar um deserto escaldante, onde as fontes de água eram escassas.

Foi assim que esses animais passaram a ser apelidados de "navios do deserto". Entretanto, atualmente os cientistas acreditam que a sua capacidade de se manter sem hidratação se dá por células sanguíneas de formato oval que contribuem para a resistência à desidratação, e não graças às corcovas.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.