Seja o primeiro a compartilhar

Nurdles: um dos materiais mais tóxicos da Terra

Plástico, metal e vidro. Você já deve estar cansado de ouvir o quanto esses materiais podem ser poluentes para o nosso meio ambiente, entupindo canais e causando enchentes; sujando rios e matando animais; mas é improvável que já tenha ouvido falar em nurdles.

Os materiais são pequenos pellets de pré-produção que podem ser feitos de polietileno, polipropileno, poliestireno, cloreto de polivinila e outros tipos de plástico, oriundos de processos químicos feitos em fábricas. Ele é considerado um dos mais poluentes do mundo.

Toneladas de morte

(Fonte: The Guardian/Reprodução)(Fonte: The Guardian/Reprodução)

Segundo dados da Plastic Soup Foundation, cerca de 23 bilhões de nurdles acabam no oceano todos os dias. Esses pedaços de menos de 5 milímetros são confundidos com comida pelos peixes e outros animais marinhos, envenenando-os de maneira fatal.

Só no ano passado, 87 contêineres de nurdles, com o equivalente a 1.680 toneladas, foram lançados acidentalmente no oceano do Sri Lanka, interrompendo a pesca de mais de 20 mil famílias, que passaram fome e perderam seus empregos.

O Relatório de Consultoria Ambiental da Organização das Nações Unidas chamou o acidente de "a pior catástrofe da história marítima do Sri Lanka". Os nurdles acabaram chegando à costa e formaram pilhas de até 2 metros de profundidade.

(Fonte: The Guardian/Reprodução)(Fonte: The Guardian/Reprodução)

Se isso já é apavorante o suficiente para você e para o nosso meio ambiente, ainda tem mais. O material não é apenas tóxico e sufocante, ele também serve como vetor para outras toxinas, circulando pelo oceano por décadas e coletando as mais profundas bactérias por serem hidrofóbicos, ou seja, repelem a água — isso significa que as bactérias podem se espalhar em suas superfícies.

Além de conscientizar as pessoas sobre o poluente tóxico, a Plastic Soup Foundation, o Ocean Blue Project e o Nurdle Hunt estão mostrando que eles só devem ser removidos com o uso adequado de luvas e que jamais podem entrar em contato com a pele.

No entanto, todo o esforço dessas organizações com o objetivo de encontrar uma solução para o problema ainda não é páreo para o descaso das indústrias de plástico, que continuam lançando toneladas diárias de nurdles nos oceanos a todo o momento, porque assim o descarte fica mais fácil e barato. Mas a que preço?

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.