Cientistas já conseguem desenvolver órgãos inteiros dentro de animais
31
Compartilhamentos

Cientistas já conseguem desenvolver órgãos inteiros dentro de animais

Último Vídeo

Os pesquisadores tiveram grande sucesso em desenvolvimento de órgãos inteiros em ambientes de laboratórios controlados, mas repetir esse feito dentro do complexo corpo de um animal seria meio confuso, não? No entanto, cientistas da Universidade de Edimburgo conseguiram essa incrível façanha pela primeira vez.

Eles conseguiram desenvolver um timo (órgão localizado na cavidade torácica) dentro de ratos de laboratório por reprogramação de genes em células regenerativas do tecido. A equipe não usou nenhum truque para provocar o crescimento; eles simplesmente injetaram as células e esperaram. Os órgãos tomaram tamanho real e eram eficientes na produção de células T de combate a vírus.

O problema, como você deve ter adivinhado, é a escala. Ratos não são tão difíceis de trabalhar como seres humanos e o timo é um dos órgãos mais simples em qualquer animal. Porém, não seria tão fácil dar para o animal um novo coração ou pulmão. Apesar disso, a Universidade continua a fazer grandes progressos acerca dessas pesquisas.

Se tudo der certo, os pacientes não terão que esperar por doadores cujos tecidos são bons, e as pessoas que perderam muito do seu sistema imunológico (como receptores de transplantes de medula óssea, por exemplo) poderiam se recuperar mais rapidamente. Não será possível conseguir órgãos sob demanda a qualquer momento, mas o conceito já não é tão absurdo como era antes.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.