Aquachigger: o mestre na caça de relíquias em rios
1.186
Compartilhamentos

Aquachigger: o mestre na caça de relíquias em rios

Último Vídeo

Beau Ouimette nasceu e passou boa parte de sua infância em uma fazenda em Virgínia, nos Estados Unidos. Acostumado com a vida ao ar livre, um de seus hobbies favoritos sempre foi caçar relíquias e peças históricas que eventualmente ficaram perdidas na natureza.

Foi com esse espírito que ele acabou se tornando o Aquachigger, o pseudônimo utilizado por Ouimette para se apresentar em seu canal no YouTube. São dezenas de vídeos que mostram o americano andando por rios e pântanos em busca de artefatos antigos ou não, mas que tenham seu valor.

Por morar em uma região onde aconteceram algumas batalhas da guerra civil norte-americana, Beau acaba dando um foco maior para itens militares: são armas, munições, plaquetas de identificação, facas e até mesmo bebidas que, conforme ele descreve, foram deixadas para trás pelos soldados e acabam recontando a história do conflito.

Mas os achados não se resumem a isso: alguns dos vídeos mais interessantes no canal do Aquachigger são os que mostram Beau encontrando itens não tão antigos assim. São celulares, GoPros, joias, chaves, muitos óculos escuros e até mesmo comida. Ah, e lixo também – ele faz questão de recolher o que consegue.

Uma GoPro encontrada por Ouimette que estava há aproximadamente 17 meses perdida debaixo d'água – e ainda funcionava

Achado não é roubado – e, inclusive, pode ser devolvido

Por incrível que pareça, muitos aparelhos eletrônicos continuam funcionando, principalmente as câmeras. Não é surpresa, então, que vários espertinhos apareçam nos comentários dizendo que os itens pertencem a eles.

O explorador deixa claro que os objetos podem e serão devolvidos, basta que a pessoa prove que ela é a dona do objeto. Para isso, ela deve enviar uma localização no Google Maps ou qualquer coordenada de GPS de onde ela perdeu o item e a data aproximada.

É o suficiente para afastar boa parte daqueles que querem se aproveitar para "ganhar" alguma coisa. Nem tudo é retornável, claro: Beau já encontrou uma prótese de perna em estado deplorável e até mesmo dinheiro.

Uma questão de sorte

Não é sempre, no entanto, que o Aquachigger encontra coisas superinteressantes em suas caçadas "pra valer", mas todos os vídeos têm alguma coisa curiosa que ele encontra.

Quando ele está com sorte, no entanto, tudo fica ainda mais legal. Ouimette utiliza um detector de metais para as relíquias mais antigas, e foi com o auxílio de um que o aventureiro encontrou 178 moedas de prata datadas entre os séculos 18 e 19.

Além dos vídeos dos mergulhos, Beau também dá diversas dicas de como fazer buscas por itens em rios, quais equipamentos devem ser utilizados e quais cuidados devem ser tomados nesse tipo de atividade.

Se você tem curiosidade de saber o que os rios guardam sob suas águas, não deixe de conferir o canal do Aquachigger – você pode se surpreender.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.