(Fonte da imagem: Shutterstock)

Um novo estudo, realizado por pesquisadores da Universidade da Califórnia e Wisconsin-Milwaukee, revelou que, na hora de fechar um negócio importante, as mulheres são mais éticas e confiáveis do que os homens.

A pesquisa, que envolveu 115 estudantes de ambos os sexos — todos estudantes de negócios —, concluiu que os homens são mais pragmáticos em seus raciocínios éticos na hora de participar de negociações que as mulheres. Em outras palavras, eles são muito mais propensos a mentir, manipular informações, inventar ofertas e fazer falsas promessas descaradamente.

De acordo com o site PS Mag, o comportamento competitivo deles parece ser motivado por situações nas quais sentem que sua masculinidade é ameaçada, ou seja, quando sentem que devem provar ou defender algo, eles se tornam mais competitivos e agressivos.

Por outro lado, as mulheres tendem a não aceitar esse tipo de comportamento, além de serem mais sensíveis e éticas e menos egocêntricas durante as negociações.

Fonte: PS Mag e Science Direct