(Fonte da imagem: Thinkstock)

Uma nova pesquisa, realizada pela Universidade de Ohio e Dartmouth College, sugere que os livros de ficção podem ser muito mais poderosos do que se pensava. De acordo com o estudo, quando nos entregamos à leitura, nossos pensamentos, e até mesmo nosso comportamento, podem sofrer modificações para que combinem com os do nosso personagem favorito.

De acordo com uma notícia publicada pelo MSNBC, embora os cientistas acreditem que as mudanças sejam em sua maioria positivas, esse efeito também pode apresentar um lado negativo, já que os leitores tendem a tentar justificar as ações de personagens obscuros pelos quais possam se sentir atraídos.

Os pesquisadores sugerem que, quando um leitor se envolve profundamente com uma obra de ficção à qual está lendo, ele indiretamente passa a compartilhar das mesmas emoções, crenças e pensamentos que o seu personagem favorito, o que pode provocar mudanças reais na vida do leitor.

Tais transformações podem durar por toda a vida ou não, dependendo da intensidade do vínculo criado com o personagem fictício. Inclusive, se a conexão for forte o suficiente, o leitor pode se sentir inclinado a reler outras obras, o que acaba por fortalecer ainda mais essa conexão.

Fonte: MSNBC