(Fonte da imagem: Thinkstock)

Já aconteceu com você de sair para buscar alguma coisa e, no meio do caminho, simplesmente se esquecer do que é que você estava indo fazer? A perda de memória é algo comum e, de acordo com o site Greatist, embora seja uma consequência da idade, você não precisa ser velho para começar a sofrer com ela.

Segundo o artigo, diversos estudos apontam que a extraordinária quantidade de informações a que somos expostos todos os dias, além das diversas atividades com as quais nos envolvemos ao mesmo tempo — email, trabalho, Twitter, estudos, Facebook, celular etc. —, podem ter uma influência negativa sobre a nossa memória. Entretanto, existem algumas técnicas simples que podem ajudar bastante. Confira:

Durma bem

(Fonte da imagem: Thinkstock)

Ficar sem dormir pode afetar a nossa memória de longo e curto prazo, e passar a noite em claro pode reduzir a nossa habilidade de reter novas informações em até 40%. Além disso, é durante o sono que o nosso cérebro processa essas novas informações, além de fortalecer as memórias mais recentes.

Faça exercícios físicos

(Fonte da imagem: Thinkstock)

Alguns estudos apontam que a realização de exercícios físicos pode aumentar o tamanho do hipocampo, a área do cérebro responsável pela memória. Assim, mesmo que seja para uma simples caminhada de 30 minutos, espante a preguiça e movimente-se.

Desafie a sua mente

Você pode desafiar a sua mente com pequenas mudanças na sua rotina, como tentar usar a sua mão não dominante — se você for destro, experimente usar a mão esquerda — para fazer alguma coisa ou escolher um caminho diferente para voltar para casa. Anotar endereços em vez de usar o GPS e decorar números de telefone em vez de só depender da agenda do celular também pode ajudar.

Aprenda a estudar na hora certa

(Fonte da imagem: Thinkstock)

Uma boa alternativa é dar uma rápida revisada no que você aprendeu durante o dia antes de dormir e fazer o mesmo depois de acordar. Dessa forma, você estará ajudando o seu cérebro a fixar essas novas informações na memória.

Outra técnica, que promete uma melhora na retenção de novas informações em até 50% funciona como uma espécie de “revisão espaçada”. Basicamente, a técnica consiste em dividir as informações em blocos menores, que devem ser revisados consistentemente durante um período de alguns meses. Dessa forma, além de melhorar a memória, você também estará ativamente testando novos conhecimentos em vez de simplesmente relendo um texto.

Alguns métodos para ativar a memória

(Fonte da imagem: Thinkstock)

Se você costuma ter problemas para se lembrar de datas importantes ou compromissos que anotou na agenda, tente criar uma história relacionada com os dias e horários. Aliás, quanto mais maluca for a história, melhor! Quando um conto é muito estranho, a probabilidade de que nos lembremos dele é muito maior.

Mas, se o problema é se lembrar de nomes de pessoas que você acabou de conhecer, tente repeti-los com frequência enquanto estiver conversando com seu novo amigo. Além disso, crie alguns hábitos, como o de deixar as chaves sempre no mesmo lugar e fazer um pequeno checklist antes de sair de casa. Será que você vai conseguir se lembrar de tudo isso?

Fonte: Greatist