(Fonte da imagem: Thinkstock)

“Nossa, que música mais doce”. Se a sua namorada já falou isso, saiba que mesmo sem querer, ela pode estar falando algo bastante científico. Isso, de acordo com alguns novos estudos sensoriais que buscam identificar a ligação entre o sabor dos alimentos e os sons que escutamos.

É universalmente sabido que o cheiro que sentimos exerce influência direta sobre o gosto da comida ingerida. Agora, é possível que o paladar também esteja ligado ao que estivermos ouvindo enquanto comemos.

Para identificar se existe mesmo esta conexão, uma pesquisa publicada no jornal Food quality and Science investigou as relações que existem entre a música o gosto. O experimento foi feito em uma sala escura com 20 pessoas.

As “cobaias” declararam que os caramelos consumidos tinham um gosto mais doce quando eles foram expostos à música alta. Em contrapartida, o alimento era percebido com o gosto habitual quando o som estava com um volume mais baixo.

Melhor escutar o que a sua comida tem para lhe dizer! (Fonte da imagem: Wikimedia Commons)

Em outro experimento, uma estudante da Universidade de Oxford chamada Anne-Sylvie Crisinel serviu vinho, leite e outras comidas para alguns voluntários, tudo, é claro, combinado com determinadas notas musicais.

Com isso ela conseguiu perceber que uma sobremesa tende a combinar com notas mais agudas, enquanto que as refeições salgadas batiam com os sons mais “estridentes” e que apareciam em frequências mais baixas.

Os resultados parecidos podem comprovar a ligação entre o som e o sabor dos alimentos. Entretanto, há também outros tipos de abordagem ao assunto, como a existência de uma ligação mais “cerebral”. Esta faria uma associação de determinados barulhos a algumas comidas, como a música do carro de sorvete e a vontade repentina de comer esse doce, por exemplo.