Já pensou se algum dia a ciência encontrar uma forma de fazer com que animais há muito tempo extintos voltem à vida? Caso isso se torne possível, tomara que os responsáveis tomem muito cuidado, pois ninguém vai gostar de esbarrar com gatões dentuços, porcos gigantes ou capivaras bombadas por aí, não é mesmo? Aliás, veja a seguir 7 “bichinhos” pré-históricos que ninguém gostaria de encontrar acidentalmente:

1 – Pulmonoscorpius

Imagem que mostra uma estimativa do tamanho de um Pulmonoscorpius com relação a um adulto de 1,8 metro de altura.

Se a ideia de tropeçar com um escorpião não é nada agradável, imagine então se você desse de cara com uma versão imensa de um bicho desses! Os Pulmonoscorpius podiam medir mais de 1 metro de comprimento e eram venenosos — embora não se saiba o quão tóxico era seu veneno — e, por sorte, viveram aqui na Terra há cerca de 300 milhões de anos, durante meados do Carbonífero Inferior.

2 – Purussauro

A maioria das pessoas concorda que não é uma boa ideia bancar o bobo perto de jacarés. Pois entre 15 e 8 milhões de anos atrás havia um monstrinho na região amazônica, chamado Purussauro, muito semelhante aos jacarés de hoje em dia, mas que media assustadores 12,5 metros de comprimento.

3 – Josephoartigasia monesi

Se para você as capivaras parecem animais totalmente inofensivos, então imagine um desses roedores com o mesmo tamanho de um hipopótamo. Pois entre 4 e 2 milhões de anos atrás, existia uma versão — bombada — de capivara chamada Josephoartigasia monesi, que media aproximadamente 3 metros de comprimento e 1,5 de altura e podia pesar cerca de 1 tonelada.

4 – Entelodonte

De uns tempos para cá, os porcos caíram nas graças do povo, e muita gente está adotando esses bichos como animais de estimação. Há cerca de 20 milhões de anos, essas criaturas não estariam entre as mais indicadas para se ter por perto! Entre as espécies que perambulavam pela Terra estava o Entelodonte — também conhecido como Porco do Inferno ou Porco Exterminador —, um predador com mais de 400 quilos e 2 metros de altura no dorso.

5 – Xenosmilus

Você já deve ter visto imagens que recriam a aparência — assustadora, diga-se de passagem — dos tigres-dente-de-sabre, não é mesmo? Mas você sabia que esses animais não eram os únicos “gatões” que tocavam o terror durante a Pré-história? Os Xenosmilus viveram no nosso planeta entre 1,8 e 0,3 milhão de anos atrás e, além de medir cerca de 1,8 metro de comprimento e pesar entre 230 a 400 quilos, esses felinos tinham corpos extremamente musculosos.

6 – Madtsoia bai

Você tem medo de cobras? Pois se você tivesse habitado o planeta há aproximadamente 60 milhões de anos, ia viver com medo de cruzar com alguns espécimes que deslizavam por aí, como a Madtsoia bai, uma espécie de serpente que, segundo estimam os paleontólogos, podia ultrapassar facilmente os 12 metros de comprimento e pesar mais de 1 tonelada.

7 – Epicyon

Se você tem medo de pitbulls, então imagine dar de cara com uma versão raivosa e supercrescida desses cães. Esses eram os animais do gênero Epicyon, um cachorrão que viveu durante um período do Mioceno — entre 20 e 5,3 milhões de anos atrás — que, além de medir mais de 1,5 metro de comprimento e pesar quase 70 quilos, contava com uma mandíbula poderosa capaz de triturar ossos como se fossem biscoitinhos de vento.

*Publicado em 07/10/2014