09
Compartilhamentos

5 gênios que deixaram sua marca no mundo desde jovens

Patrocinado

Pessoas com habilidades extraordinárias estão em todos os lugares. Seja presentes em livros de História e na mídia em geral, consideradas referências em suas áreas de atuação ou tendo destaque em uma comunidade próxima a você, é possível que você as conheça por um termo bem específico: tratam-se dos famosos gênios.

Gênero é uma característica que, definitivamente, não se aplica a tais indivíduos. Aliás, ainda que a Mensa International, destinada a fomentar estudos sobre inteligência, os aponte como detentores de QI acima de 98% em relação à população geral, determinar quem se encaixa nessa categoria é bem mais complicado que isso.

Stephen Hawking, por exemplo, trazia otimismo em suas análises a respeito desse público, afinal, acreditava que qualquer um poderia pensar como grandes mentes. Entretanto, Frank Lawlis, diretor de supervisão de testes da American Mensa, defendeu, em entrevista ao LiveScience, que "gênios questionam. Não sabem as respostas, mas conhecem muitas perguntas, e suas curiosidades direcionam seus estudos”.

"[Gênios] têm a capacidade de indagar em alto nível, de buscar alto nível de compreensão e de, então, comunicar o que descobrem para o resto de nós", complementou Lawlis, dizendo, também, que essas pessoas "pensam fora da caixa."

Considerando que, em alguns casos, a manifestação dos “porquês” diferenciados começa muito, muito cedo, que tal conhecer os gênios mais jovens da história – ou aqueles e aquelas que deixaram sua marca no mundo já na infância ou adolescência?

1 – Wolfgang Amadeus Mozart

Nascido em 27 de janeiro de 1756, o austríaco começou a estudar piano com três anos de idade e, já em sua quarta primavera, aprendeu a tocar violino. Aos cinco, criou seu primeiro concerto para piano; aos nove, sua primeira sinfonia; e aos 12, sua primeira ópera italiana.

Em 1787, Mozart conquistou o cargo de compositor da corte do Império Austro-Húngaro, dedicando-se, a partir de então, a consolidar diversos de seus trabalhos. Morreu em 5 de dezembro de 1791; 193 anos depois, em 1984, um filme dedicado a ele, Amadeus, ganhou 10 estatuetas do Oscar.

MozartMozart começou a estudar piano com apenas três anos de idade Reprodução/Wikimedia Commons

2 – Kate Rubins

Com 21 anos, Kate Rubins, nascida em 14 de outubro de 1978, nos Estados Unidos, se formou em biologia molecular na Universidade da Califórnia em apenas três anos – e, graças ao seu interesse na área, na qual se debruçou desde a adolescência, obteve o título de Ph.D pela Universidade de Stanford, em 2005, tendo desenvolvido, junto a seus colegas, o primeiro modelo de infecção por varíola.

Em 2009, Rubins entrou para a NASA e, em julho de 2016, em sua primeira missão, se tornou a primeira pessoa a sequenciar DNA no espaço, participando de mais de 275 experimentos; dentre eles o cultivo de células cardíacas.

RubinsAinda na adolescência, Rubins se interessou por biologia molecular NASA

3 – Jack Andraka

Chamado de "Thomas Edison de nossa época" por seu mentor, Jack Andraka criou, aos 15 anos, no segundo ano do ensino médio, um sistema de detecção de três tipos diferentes de câncer que apresenta resultados em cinco minutos e custa apenas três centavos de dólar. Ainda em 2012, ganhou fama internacional.

Andraka nasceu em 8 de janeiro de 1997, nos Estados Unidos – e a morte de um amigo, acometido pela condição, o teria motivado a desenvolver a tecnologia. Foi o orador mais jovem na Royal Society of Medicine e recebeu prêmios em várias competições nacionais e internacionais de matemática.

AndrakaCom 15 anos, Andraka surpreendeu o mundo! Intel Free Pass/Wikimedia Commons

4 – Blaise Pascal

Físico, matemático, filósofo e teólogo francês, Pascal nasceu em 19 de junho de 1623 e, com apenas 16 anos, escreveu Ensaio Sobre as Cônicas, tratado a respeito de geometria projetiva sintética. Aos 19 anos (em 1642), iniciou o desenvolvimento daquela que viria a ser a primeira calculadora do mundo, tendo-a apresentado durante uma conferência em 1652.

O legado de Pascal inclui experimentos que possibilitaram o cálculo da pressão atmosférica e a definição de vácuo, além de avanços nas áreas de probabilidade e mecânica dos fluidos. Filósofo, cunhou a frase "O coração tem razões que a própria razão desconhece".

PascalMatemática e física nunca mais foram as mesmas após Pascal Wikimedia Commons

5 – Alma Deutscher

Pianista, violinista e compositora inglesa, Alma ganhou seu primeiro violino aos três anos de idade e, aos quatro, já "brincava" por horas com um piano, elaborando melodias. Nascida em 2005, Alma apresentou-se no Carnegie Hall, conceituada casa de espetáculos de Nova York (EUA), em 2019, com apenas 14 anos.

A ópera Cinderela – que compôs aos 10 anos – estreou em Viena em dezembro de 2016, espetáculo em que foi ovacionada por centenas de pessoas. Alma recusa-se a ser comparada com outro gênio de nossa lista e diz que, no futuro, gostaria de compor um poema sinfônico, uma sinfonia completa e um musical.

AlmaAlma é única! Alex Nightingale Smith/Wikimedia Commons

Exerça sua genialidade!

Inspirou-se com as histórias contadas acima e também quer mudar o mundo para sempre? A PUC Paraná te ajuda a explorar o seu multiverso, desse seu jeitinho mesmo, te ajudando a descobrir quem você quer ser!

Não importa se sua mente é voltada para matemática, artes, tecnologia, ciência ou filosofia… A PUCPR é parceira em potencializar os talentos e características que os estudantes já têm, para que você pratique a inovação e as habilidades humanas que só a universidade desperta em você.

Conte com corpo docente e infraestrutura qualificadas e exerça toda sua multiversidade, acompanhando as principais mudanças do mundo! Conheça mais sobre a PUCPR clicando aqui. As inscrições para o vestibular 4.0 estão abertas e vão até dia 8 de outubro. Se inscreva, transforme cada porquê em "por que não?" e mostre até onde suas questões podem chegar.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.