5 argumentos inúteis usados para recorrer de uma multa de trânsito
64
Compartilhamentos

5 argumentos inúteis usados para recorrer de uma multa de trânsito

Último Vídeo

Você quer entrar com recurso contra uma multa de trânsito, mas não sabe quais argumentos usar? É importante se atentar a alguns cuidados ao recorrer de uma multa e, para te ajudar, selecionamos alguns que você NÃO deve usar no seu recurso:

1. “Sou uma boa pessoa”

Não importa a sua conduta, você está sendo julgado pelo erro que cometeu e alegar que é uma boa pessoa não vai anular a multa que recebeu. Fique atento e se não quiser responder por essa multa, reúna provas que apresenta a sua defesa.

boa pessoa

2. “Tenho um atestado médico que comprova o uso de medicamento com álcool”

Pode parecer um tanto estranho, mas existem motoristas que querem justificar o fato de ter sido autuado por dirigir após ingerir substância alcoólica levando um atestado médico que "comprova" fazer uso de medicamento que contém álcool. Analise a lei e verifique que o álcool proibido é o de uma bebida, de um alimento ou de um medicamento. A lei é clara e não permite dirigir sob efeito de álcool, portanto, a sua infração é gravíssima.

bebada

3. “Não houve abordagem”

Informar que o agente não fez abordagem não é um argumento válido, já que o mesmo poderá relatar as circunstâncias no auto de infração. Embora seja um dos argumentos mais comuns, já está bem ultrapassado.

maluco

4. “Nunca recebi uma multa por infração no trânsito”

Muitos condutores usam esse argumento para recorrer de uma multa. Porém, o fato de nunca ter sido multado não representa um condutor que jamais vai cometer uma infração no trânsito. Portanto, você não terá a penalidade encerrada só por esse motivo

multa

5. “Dirigia em local perigoso, por isso estava correndo”

Se a sua multa é por excesso de velocidade, não adianta usar esse argumento, já que vai prevalecer o artigo 218 do Código de Trânsito Brasileiro. Portanto, não importa o motivo, você deve dirigir dentro da velocidade permitida.

carro

Esses argumentos não vão te ajudar, além de soarem bem esquisito que alguém ainda os utilize. Na hora de elaborar o seu recurso, não use a sua percepção para caracterizar o seu ato de infração ou mostrar que não o cometeu. Na dúvida, entre em contato com profissionais para te ajudar a desenvolver o seu argumento para que este seja bem fundamentado e considerado pela comissão julgadora dos recursos.  

*Via assessoria

***

Mais bizarrices no trânsito

***

Sabia que fãs de filmes e séries agora estão no Clube Minha Série? Neste espaço, você também pode escrever e encontrar outros especialistas sobre seus programas favoritos! Acesse aqui e participe.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.