38
Compartilhamentos

Esse truque vai ajudar você a causar uma boa primeira impressão

Último Vídeo

O primeiro encontro romântico, ir conhecer a casa dos sogros, uma entrevista de emprego, apresentações, um processo seletivo universitário — essas são apenas algumas das situações em que impressionar em um momento inicial pode ser imprescindível.

O problema é que essas mesmas situações  costumam causar nervosismo, e é aí que muita gente coloca os pés pelas mãos — tentando chamar a atenção positivamente, geram um efeito negativo.

Mas como fazer com que as pessoas realmente gostem de você logo de cara? A dica, por mais clichê e piegas que pareça, é autoconfiança. Pois é!

Em 2015, a Society for Personality and Social Psychology (Sociedade da Personalidade e Psicologia Social, uma instituição americana) publicou um estudo que sugere que conversar com você mesmo de maneira encorajadora tem o poder de fazê-lo se sentir mais seguro — informação corroborada por consultores e pesquisadores ao redor do mundo.

"Confiança não é uma habilidade, é uma emoção. Você consegue controlá-la. Na verdade, desenvolver a confiança é uma parte importante da eficácia", diz a consultora Angie Morgan, autora do livro "SPARK: How to Lead Yourself and Others to Greater Success" (“Faísca: como levar você mesmo e os outros a um sucesso maior”, em tradução livre).

Outro estudo que já tem quase uma década, feito na Universidade de Waterloo, adiantava um pequeno truque que vem ajudando muita gente a conquistar em um primeiro contato pessoal ou profissional. E a dica é: vá para o encontro pensando que os outros vão gostar de você!

Esperar um acolhimento positivo é a melhor forma de não permitir que o nervosismo e a ansiedade entrem no caminho e, assim, fazer com que você seja realmente recebido de maneira calorosa.

"Se a pessoa espera confirmação, vai se comportar de forma extrovertida, o que pode levar as outras a aceitá-la. Se ela antecipa rejeição, vai agir mais friamente, o que leva a menos aprovação", explicaram, na época, os autores do estudo.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.