Cresce o número de motoristas com deficiência auditiva no Uber

Cresce o número de motoristas com deficiência auditiva no Uber

Último Vídeo

Na semana em que se comemora o Dia do Surdo (26) no país, a Uber divulgou uma nota sobre o trabalho dos parceiros — como denomina os seus motoristas — que possuem algum tipo de deficiência auditiva. Segundo o texto, somente na relação entre 2018 e 2019, houve um crescimento na busca pelo aplicativo como forma de trabalho por substanciais 221% mais condutores nestas condições.

Fonte: Pexels

A oportunidade da geração de renda de forma autônoma por parceiros com deficiência auditiva é uma nova (e boa) realidade no Brasil. O Detran afirma que nos 5 últimos anos houve um aumento de 36% na emissão de CNHs em São Paulo. Grande parte dessa parcela, 88% considera motoristas que fazem o uso de próteses. Além do estado, Belo Horizonte, Belém, Fortaleza, Rio de Janeiro e Porto Alegre integram as cidades mais inclusivas.

A Uber possui uma página especial em seu site com as indicações para que os parceiros com deficiência auditiva conheçam os diferenciais de configuração do aplicativo para esse público. As principais características desde app ocorrem quanto à notificação de novas corridas, que neste caso, acontecem com a sinalização das luzes de notificação do celular, a inclusão do destino já na solicitação da corrida, uma interface que possibilita a troca de mensagens de texto com o usuário para indicar as preferências de caminho, e é claro, a menção sobre essa forma especial de ser atendido para o passageiro.

A empresa afirma ainda que os critérios para que o motorista se torne um parceiro, tendo ou não deficiência auditiva, são os mesmos aplicados para os demais condutores. A prática tem sido bem aceita pelos usuários, que contam com exemplos de humanização, como o caso de um passageiro que registrou o seu contentamento na viagem com um desses parceiros; sendo que a sua publicação sobre a experiência conquistou mais de 41 mil curtidas, apenas no Linkedin.

“A tecnologia Uber conecta. É uma forma de dar a essas pessoas um acesso que elas não imaginavam anteriormente.", diz José Luis Lobato, Gerente de Operações da Uber para São Paulo.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.