Bill Gates teria previsto 33 milhões de fatalidades em surto viral

Bill Gates teria previsto 33 milhões de fatalidades em surto viral

Último Vídeo

Durante conferência da Massachusetts Medical Society, Bill Gates, megaempresário e fundador da Microsoft, previu que um novo surto epidêmico estaria prestes a acontecer em um futuro não tão distante. Segundo Gates, a "contínua emergência de novos patógenos, o aumento do risco de um ataque bioterrorista, e como nosso planeta está conectado através de viagens aéreas, há uma significante probabilidade de uma larga e letal pandemia da modernidade ocorrendo em nossas vidas."

A notícia sobre a possibilidade, em tons de urgência, sobre o surgimento iminente de alguma espécie de novo vírus, um "patógeno que nós veremos pela primeira vez", foi encarado como uma necessidade de enfrentamento bélico da nação contra algo que poderia espalhar-se rapidamente pelo mundo. 

https://www.scientificamerican.com/podcast/episode/bill-gates-announces-a-universal-flu-vaccine-effort/
Fonte: Getty Images/Reprodução)

Pouco mais de um ano depois, as teorias de Bill Gates provaram-se corretas, com o início do surto do coronavírus chinês em dezembro de 2019, já registrando mais de 200 mortes e 9.600 pessoas infectadas, além do fechamento de diversas cidades chinesas, incluindo serviços públicos, comércios e residências, em um dos estados de quarentena mais trágicos já vivenciados pela população local.

Ainda em 2018, o empresário dizia estar bastante satisfeito com diversos avanços tecnológicos em várias áreas de produção e serviços, mas relatou estar pessimista com a área de combate às pandemias, que não haviam realizado "muito progresso". "No caso de ameaças biológicas, o senso de urgência estará em falta", disse Bill Gates. A situação foi agravada após a realização de uma simulação em vídeo, apresentando os resultados catastróficos de um possível surto pandêmico nas atuais condições de saúde do planeta, que previu a morte de 33 milhões de pessoas apenas nos seis primeiros meses da doença.

https://www.thesun.co.uk/news/10814760/bill-gates-predicted-coronavirus-simulation-33-million-die/
(Fonte: Reprodução)

Na Massachusetts Medical Society, o empresário afirmou que será necessário a preparação para o futuro e possíveis casos pandêmicos que possam vir a ocorrer, sendo necessário "corporações de pessoas treinadas e voluntários, prontos para ir no momento em que a notícia surgir."

Apesar do surto e dos casos emergenciais ao redor do planeta, a World Health Organisation contrariou a demonstração de Bill Gates e afirmou que ainda "está muito cedo" para ligar o alerta emergencial de saúde pública, mesmo com as notícias recentes registrando casos do coronavírus em países distantes da China.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.