Gelo-seco causa morte de 2 pessoas em uma festa

Gelo-seco causa morte de 2 pessoas em uma festa

Último Vídeo

Um objeto de entretenimento acabou se tornando mortífero devido à negligência em relação ao seu potencial químico. O gelo-seco é conhecido por sua capacidade de ir do estado sólido direto para o gasoso, processo chamado sublimação. O efeito que essa transição causa é visualmente bonito, tornando-se comum o uso dele como decoração, e foi exatamente isso que a russa Yekaterina Didenko resolveu fazer.

No entanto, o que deveria ser uma comemoração de aniversário acabou virando um acidente no qual duas pessoas morreram, e uma terceira foi internada — ainda não há informações sobre o estado do ferido. Um dos que morreram no local era o marido de Didenko. O infeliz acontecimento é decorrente de uma banalização do uso do gelo-seco, já que cientistas alertam a população das consequências que o uso indevido do elemento pode trazer.

Entenda melhor o caso

Yekaterina Didenko, uma influenciadora digital, estava comemorando seu aniversário de 29 anos. Nesse evento, o gelo-seco foi colocado em uma piscina e, de acordo com um comunicado da BBC, um vídeo mostra alguns indivíduos perdendo a consciência quase de imediato.

Cientificamente, é importante frisar que o gelo-seco não pode ficar em ambientes sem ventilação, pois, enquanto descongela, ele vira diretamente dióxido de carbono em estado gasoso. Quando não consegue circular corretamente, o gás que é respirado pode causar dores de cabeça, náusea, perda de consciência e, em casos extremos, morte.

Yekaterina Didenko ainda não deu nenhum detalhe sobre a festa ou as mortes que ocorreram, mas o Comitê Investigativo da Rússia está apurando as informações apresentadas até o momento. O caso apresenta um alerta ao uso de elementos químicos para um propósito diferente do usual.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.