Conheça o jeito certo de 'se apresentar' a um cachorro

Conheça o jeito certo de 'se apresentar' a um cachorro

Último Vídeo

O que você pensaria se uma pessoa estranha se aproximasse de você e simplesmente lhe abraçasse, do nada? Então... É mais ou menos isso que a gente faz quando vê um cachorro fofinho na rua e começa a fazer carinho nele, sem conhecê-lo. 

É claro que nem todos os cães vão latir e demonstrar esse desconforto de um jeito que você possa perceber. Mas, de qualquer forma, existem maneiras menos invasivas de "se apresentar" a um cachorro. Aí sim está autorizado fazer carinho — afinal, quem resiste?

Fonte: UnsplashFonte: Unsplash

Comece pelo dono

Uma das dicas básicas que os especialistas dão é não se aproximar de frente para o cachorro, nem fazer contato visual direto com ele. Isso significa ameaça, na linguagem corporal canina, então melhor evitar, não é mesmo? 

Além disso, o ideal é que você conheça primeiro o dono, antes de fazer carinho no dog.  Afinal, os cães olham para seus donos como referências e vão entender que, se o papai ou mamãe se sentem confortáveis com você, ele também pode se sentir. 

Na verdade, essa dica do dono é ainda mais importante se a gente pensar nos cachorrinhos que a gente vê na rua... Até porque tem muita gente que não gosta quando um estranho interrompe um passeio para amassar seu cachorro, né? 

Fonte: UnsplashFonte: Unsplash

E agora?

Bom, depois de mostrar que você tem a confiança do dono, você pode se aproximar do cachorrinho — o que é o principal objetivo! Para isso, em vez de chegar metendo a mão no bichinho, estenda seu punho fechado e deixe que ele venha cheirar você (o punho é menos ameaçador para os cães que uma mão aberta, segundo especialistas). 

Caso o cachorro tenha cheirado você e pareça ter gostado, aí sim você pode fazer carinho nos ombros, peito e pescoço, que são as áreas que os cães costumam gostar mais. Se ele estiver com a pata levantada, um olhar frio, as orelhas puxadas para trás e o rabo firme — seja para cima ou entre as pernas — são sinais de que ele não está gostando da interação e é melhor parar por aí.

Pode parecer bastante coisa, lendo o texto todo. Mas, pensando bem, não é complicado: se aproximar do dono, não chegar pela frente ou com contato visual e deixar o cachorro cheirar sua mão. Não custa fazer isso para que os cãezinhos se sintam melhor, né?

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.