10 histórias de gatos que voltaram para casa depois de anos

Quem tem um gato em casa sabe que muitos deles gostam de sair para dar umas voltinhas — principalmente à noite —, não é mesmo? Pois é... o sufoco começa quando os gatos não voltam do rolezinho e somem de verdade. 

Mas nunca é tarde para reencontrar seu bichano perdido: nesse post, a gente conta 10 histórias de gatos que voltaram para suas famílias depois de desaparecer por meses ou anos. Algumas histórias são engraçadas e outras são bem emocionantes. Confira:

1. Oi, sumida!

Fonte: Bored Panda/ReproduçãoFonte: Bored Panda/Reprodução

A carinha de sapeca desse gatinho, chamado Ozzy, combina bastante com a história do seu sumiço e retorno. Ele estava desaparecido há mais de um ano. Até que, em um dia qualquer, a tutora de Ozzy estava passeando com seu outro pet (um cachorro) e ele simplesmente veio até ela e começou a miar. O gato voltou para sua tutora como se nada tivesse acontecido.

2. Saudades da mamãe

Fonte: Bored Panda/ReproduçãoFonte: Bored Panda/Reprodução

Esse fofinho, chamado apenas de Cat (gato, em inglês), estava sumido por 536 dias e seus tutores estavam começando a perder as esperanças de encontrá-lo. Mas a história teve um final feliz quando eles receberam uma ligação do serviço de controle de animais e descobriram que um homem estava cuidando do gato Cat há cerca de um ano. Quando os tutores foram até a casa do novo cuidador para buscá-lo, o gato pulou no colo da "mamãe" e começou a ronronar. Acho que ele estava com saudades. 

3. Finalmente encontrei vocês!

Fonte: Bored Panda/ReproduçãoFonte: Bored Panda/Reprodução

Quem já se perdeu dos pais no shopping, quando criança, e teve que pedir para chamá-los no sistema de som, sabe o desespero dá não encontrar sua família, não é mesmo? Parece que foi isso que aconteceu com o gato dessa história Seu tutor contou, ao Bored Panda, que ele e sua esposa estavam andando de bicicleta, quando o gato veio correndo até eles, chorando. Ele estava sumido há um ano. 

4. Como você cresceu!

Fonte: Bored Panda/ReproduçãoFonte: Bored Panda/Reprodução

A tutora desse gato da foto o encontrou depois de 14 meses de sumiço. Mas, além disso, ele estava com o dobro do tamanho: acontece que o bichano se escondeu em uma fábrica de ração por todo esse tempo. 

A dona conta que o gato não comia muito, mas sempre comia rápido, já que ele tinha que disputar o pote de ração com seus irmãozinhos — então, nesse ano fora de casa, ele deve ter aproveitado para comer à vontade. Mesmo com as gordurinhas a mais, ela afirma que o animalzinho continua saudável e ela não pretende colocá-lo numa dieta: ela aumentou o tamanho do potinho de ração.

5. Tarde demais... (ou, felizmente, não!)

Fonte: Bored Panda/ReproduçãoFonte: Bored Panda/Reprodução

Não dá para ver direito na foto, mas tem uma gatinha na bolsa de transporte. A foto registra o momento em que ela foi reencontrada, depois de uma história um tanto quanto dramática.

Seu tutor a procurou por meses e finalmente a encontrou em um abrigo local. Mas, quando ele chegou lá... descobriu que a gata tinha sido adotada no dia anterior! Tarde demais? Felizmente não: onze meses depois, a nova dona enviou um e-mail para o rapaz e ele pôde levá-la para casa de novo. A gatinha era sua companheira há 12 anos.

6. Os microchips salvam [1]

Fonte: Bored Panda/ReproduçãoFonte: Bored Panda/Reprodução

Essa história e a próxima mostram a importância de colocar um chip no seu gato, para reencontrá-lo mais facilmente, caso ele suma. O dono do bichano acima, chamado Moose, sentia saudades dele há quatro anos. 

Uma família encontrou o gato na vizinhança e começou a dar comida para ele. A família, então, resolveu levá-lo ao veterinário, para saber se ele não tinha algum chip (e um dono). Foi assim que o gato voltou para sua família. 

7. Os microchips salvam [2]

Fonte: Bored Panda/ReproduçãoFonte: Bored Panda/Reprodução

A felicidade da dona na primeira foto e a paz do gato, na segunda, já contam tudo sobre essa história, né? A dona conta que Syd estava perdido há mais de um ano, quando ela recebeu uma ligação do abrigo de animais, dizendo que seu gato tinha sido encontrado. "Os microchips funcionam! Syd está de volta, ronronando e me afofando. As coisas não poderiam estar melhores". 

8. O melhor presente de aniversário

Bored Panda/ReproduçãoBored Panda/Reprodução

O dono de Artimus, esse lindo gato preto da foto, se mudou de casa e, um mês depois disso, o gato fugiu e nunca mais voltou. Depois de meses de busca, eles desistiram de reencontrá-lo. Até que, cinco anos depois, o abrigo de animais local ligou avisando que tinham encontrado o gato — poucos dias antes do aniversário do tutor. 

9. Antes tarde do que nunca [1]

https://www.boredpanda.com/missing-cats-return-home-to-owners/https://www.boredpanda.com/missing-cats-return-home-to-owners/

Até agora, a gente contou histórias de gatos que voltaram depois de um ano, dois e até quatro anos. Mas veja só esse causo, em que uma gata voltou para casa depois de nada menos que 13 anos! A dona achou estranho ter notícias de sua gata perdida após tanto tempo, quando recebeu uma ligação de um veterinário há mais de 60 km de sua casa. Mas ela mal pode acreditar quando viu que aquela era realmente sua gata — velhinha, claro, mas era ela mesma! — e a bichana ainda lembrava da dona. 

10. Antes tarde do que nunca [2]

Bored Panda/ReproduçãoBored Panda/Reprodução

Para fechar o post, vamos contar a história mais emocionante, na humilde opinião deste redator. Robert, o tutor de Chebon, estava com as malas prontas para se mudar, quando o gato se perdeu. O dono ficou tão triste que adiou a mudança por um ano, enquanto tentava encontrar seu amado gato. 

Sete anos depois, uma mulher achou o gato na rua — já com 19 anos e doente — e o levou ao veterinário. Lá, eles descobriram que o gato tinha um microchip e puderam entrar em contato com o dono. Robert reconheceu Chebon imediatamente e caiu em lágrimas, com o reencontro — tão emocionante que a história se tornou viral e fez muitas pessoas chorarem também. 

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.