3 momentos insanos e marcantes na história do rock

A vida de um artista pode estar muito distante do sonho criado pelo imaginário dos fãs. Em um universo repleto de tentações e armadilhas, algumas das mentes mais criativas da história podem ir parar em lugares sombrios, sobretudo quando existe um abuso de álcool ou outras substâncias envolvidas.

No mundo do rock, então, histórias malucas envolvendo artistas renomados acabam sendo até mais normais do que deveriam. Por isso, nós vamos te ajudar a lembrar de três momentos marcantes nesse meio durante os últimos anos. Confere só!

1. A morte de Elliott Smith

(Fonte: Wikimedia Commons)
(Fonte: Wikimedia Commons)

Nomeado ao Oscar pela genialidade de suas composições, Elliott Smith era capaz de expressar a tristeza e a solidão como ninguém. Com sua personalidade tumultuosa, Smith sofreu com o abuso de drogas e problemas psicológicos por anos. Segundo alguns relatos, o cantor chegava a gastar US$ 1,5 mil em crack e heroína em uma única noite.

Depois de um conflito com sua gravadora, o músico norte-americano ameaçou se matar múltiplas vezes e chegou a imaginar que pessoas lhe seguiam pelas ruas. No fatídico dia de sua morte, sua namorada Jennifer Chiba encontrou-o encarando silenciosamente uma parede de sua casa após ter se apunhalado com uma faca de cozinha duas vezes.

2. Esfaqueamento em show dos Rolling Stones

(Fonte: Wikimedia Commons)
(Fonte: Wikimedia Commons)

Apaixonado por rock e com apetite de ver sua banda favorita ao vivo, o jovem negro de 18 anos Meredith Hunter resolveu levar sua namorada para o show dos Rolling Stones no Condado de Alameda, nos Estados Unidos. O que Meredith não sabia, porém, é que essa era uma região conhecida pelos seus casos agressivos de racismo.

Depois de algumas doses de metanfetamina e de subir em uma caixa de som para ter uma melhor visão do palco, o rapaz foi arrastado para o estacionamento por um grupo de motoqueiros que haviam sido contratados para serem seguranças do evento. Lá, Hunter teve seu nariz quebrado, sofreu seis facadas e morreu na espera de ajuda médica.

3. Assalto ao túmulo de Jim Morrison

(Fonte: Wikimedia Commons)
(Fonte: Wikimedia Commons)

Apesar de ter vivido apenas seis meses ali, o corpo de Jim Douglas Morrison foi enterrado no famoso cemitério de Paris Père-Lachaise, construído durante o reinado de Napoleão. Em homenagem aos 10 anos de sua morte, o túmulo recebeu um busto do cantor esculpido pelo artesão croata Mladen Mikulin em 1981.

Sete anos depois, porém, o objeto foi roubado por uma dupla de “fãs” no meio de uma noite. Os indivíduos chegaram a posar para fotos com a escultura e conceder entrevistas se gabando sobre o assalto. Atualmente, o local é extremamente policiado pelas autoridades francesas e existe uma petição para deixar Mikulin colocar uma réplica de sua obra na tumba. 

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.