Seja o primeiro a compartilhar

3 mulheres que se apaixonaram por assassinos

Você já ouviu falar em hibristofilia? Trata-se do padrão comportamental onde o indivíduo sente atração por parceiros que tenham cometido crimes violentos. Estes casos estranhos já foram notícia aqui no Mega Curioso e hoje trazemos mais algumas destas histórias. Confira abaixo!

1. Carole Ann Boone e Ted Bundy

(Fonte: NY Daily News)
(Fonte: NY Daily News)

É muito provável que você já tenha ouvido o nome de Ted Bundy, afinal, o caso ficou muito famoso na mídia, através de livros, filmes e documentários. 

O serial killer confessou ser responsável por mais de 30 assassinatos e estupros de mulheres entre 1974 e 1978. Seu julgamento foi o primeiro a ser transmitido ao vivo nos Estados Unidos, e chamou a atenção pelo pedido inusitado do criminoso: ele queria ser seu próprio advogado. O caso Bundy gera discussões até hoje sobre a glamourização do criminoso, pois sua imagem era vendida na imprensa como um homem eloquente e de boa aparência. 

Mas estes não são os únicos pontos curiosos sobre o assassino. O envolvimento dele com Carole Ann Boone também deu muito o que falar. A moça, até então amiga de Bundy, se tornou sua namorada enquanto ele estava preso, chegou a engravidar e foi pedida em casamento enquanto testemunhava a favor dele no tribunal.

2. Kristin Svege e Charles “Tex” Watson

(Fonte: Michael Haering/Herald Examiner Collection/Los Angeles Public Library)
(Fonte: Michael Haering/Herald Examiner Collection/Los Angeles Public Library)

Charles Watson é famoso por ter feito parte da seita de Charles Manson e foi condenado à prisão perpétua pelos assassinatos ocorridos em 9 e 10 de agosto de 1969, conhecidos como caso Tate e caso LaBianca, respectivamente.

Apesar das atrocidades cometidas, Kristin Svege começou a trocar correspondências com Tex na prisão e eles se casaram em 1979, tendo 4 filhos gerados em visitas conjugais. 

3. Rosalie Martinez e Oscar Ray Bolin

(Fonte: ABC News)
(Fonte: ABC News)

Rosalie conheceu Bolin em 1995 enquanto trabalhava para a defensoria do caso. Ele foi declarado culpado de assassinar três jovens. Mesmo com a condenação, Martinez se manteve apaixonada e convicta da inocência de seu amado, alegando que as provas do crime eram falhas.

Se casaram em 5 de outubro de 1996, mas, como Bolin continuava preso, a cerimônia aconteceu por telefone, enquanto Rosalie estava em seu apartamento com uma foto do noivo. Para a infelicidade do casal, Oscar foi condenado à pena de morte apenas alguns dias depois do casamento e executado quase 20 anos depois, em janeiro de 2016.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.