Cão esperou por 1 mês na porta de hospital dono que faleceu de coronavírus

Cão esperou por 1 mês na porta de hospital dono que faleceu de coronavírus

Último Vídeo

Por pouco mais de 30 dias, um cãozinho vira-latas esperou seu dono na porta do Hospital Geral de Laredo em Tamaulipas, no México, após ele dar entrada com suspeitas de covid-19 e não sobreviver ao final do tratamento. O caso, que emocionou profundamente a equipe de profissionais da saúde e o público que acompanharam toda a história, ganhou enorme repercussão das redes sociais e mostra mais um triste relato ocorrido em meio ao surto pandêmico.

Extremamente dócil e sensibilizado pela situação em que seu tutor se encontrava, o cachorro acabou cativando a todos que passavam por perto, recebendo alimentos, mantimentos para se manter aquecido e carinho para não se sentir só. Segundo noticiado pela imprensa local, o animal permaneceu o mais próximo possível de seu dono por quase 1 mês e em nenhum momento simulou deixar o hospital sem ser com o homem ao lado.

(Fonte: Sin Frontera Magazine / Reprodução)
(Fonte: Sin Frontera Magazine / Reprodução)

Apelidado de “Covito” pelos médicos, o animal acabou estreitando laços com a rotina do hospital e com os serviços de atendimento, tornando-se quase um cão de terapia para os profissionais da saúde, que viam, na imagem do vira-lata, um motivo para seguir trabalhando e cuidando de todas as pessoas que necessitavam. Em entrevista, alguns membros do Laredo afirmaram ter visto lágrimas nos olhos do cão, algo que deixou a situação ainda mais emblemática.

Final feliz para Covito

Apesar de ter perdido seu melhor amigo de uma forma bastante amarga, Covito viu sua vida seguir em frente, e após “estagiar” por um tempo no hospital local foi resgatado por Kendra Hernández, representante de um abrigo de animais abandonados localizado no Texas, Estados Unidos.

(Fonte: Sin Frontera Magazine / Reprodução)
(Fonte: Sin Frontera Magazine / Reprodução)

De acordo com uma matéria publicada no jornal El Mañana, o cãozinho irá dividir um lar temporário com outros 43 cães e gatos até que uma nova família decida adotá-lo. Já vacinado e com todas as recomendações médicas realizadas, uma nova aventura deve estar esperando pelo cachorro, e só resta crer que dessa vez será com toda a alegria do mundo para quem acompanhou até os últimos instantes a vida de quem lhe amou.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.