Seja o primeiro a compartilhar

Criança abandona cãozinho que era maltratado por seus pais e deixa bilhete

No dia 22 de novembro do ano passado, teve início uma história triste e emocionante que, divulgada no Instagram do lar de adoção de animais Mascotas Coyoacán, encantou a todos os habitantes daquela municipalidade mexicana e também aos usuários da rede social: um garoto abandonou seu cachorrinho de estimação acorrentado ao banco de um parque, com um bilhete.

Fonte: Mascotas Coyoacán/Instagram/Reprodução
Fonte: Mascotas Coyoacán/Instagram/Reprodução

Acionada por frequentadores do parque, uma represeentante do Mascotas chegou ao local e encontrou uma cena preocupante: um cachorro abandonado e apavorado com um bilhete ao lado. Escrita por uma criança, a nota dizia que teve que abandonar seu cãozinho Max porque os pais estavam tratando mal e abusando do bichinho.   

Fonte: Mascotas Coyoacán/Instagram/Reprodução
Fonte: Mascotas Coyoacán/Instagram/Reprodução

A protetora se aproximou lentamente porque Max estava com medo e muito agressivo. O bilhete dizia: “Olá, por favor, adote-me, sou o Max. Por favor, estou pedindo que você adote este cachorrinho e cuide bem dele. Dói muito deixar meu cachorro aqui, mas tomei essa decisão porque minha família está sempre o maltratando e me entristeceu muito vê-lo sofrendo nessas condições ruins”.

O resgate de Max

Fonte: Mascotas Coyoacán/Instagram/Reprodução
Fonte: Mascotas Coyoacán/Instagram/Reprodução

O passo seguinte foi fazer uma videochamada para um treinador e pedir orientação sobre como fazer para tirar Max do banco, pois ele estava nervoso e bastante assustado. Acompanhando a tudo na tela do celular, o profissional orientou sobre a maneira segura de colocar uma coleira no animal para poder tirar a corrente, o que foi feito com muita paciência, durante duas horas de muita “negociação”.

Fonte: Mascotas Coyoacán/Instagram/Reprodução
Fonte: Mascotas Coyoacán/Instagram/Reprodução

Assim que Max ficou mais calmo, a protetora caminhou com ele pelo parque para aumentar a sua confiança e poder levá-lo para o carro. O treinador orientou que, como se tratava de um animalzinho maltratado, ela deveria mudar o nome do bicho. O novo nome escolhido foi Boston.

Fonte: Mascotas Coyoacán/Instagram/Reprodução
Fonte: Mascotas Coyoacán/Instagram/Reprodução

Depois de frequentar um treinamento intensivo por seis dias, Boston passou a viver provisoriamente em uma casa com 14 cães. Ele está adaptado e o dono da casa também gosta dele. Mas o bichinho ainda está precisando de um adotante definitivo, de preferência com outro cachorro para que Boston consiga gastar toda sua energia vital, que hoje é imensa.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.