Chinês usa sapato de ferro de 150 kg para se manter em forma

Último Vídeo

Todo mundo sabe que fazer exercícios físicos é importante para o bem-estar físico e mental, mas um chinês de 42 anos tem chamado a atenção da mídia por elevar a prática a um nível completamente novo com seu hábito bizarro: ele faz seus treinos usando sapatos de ferro que pesam 150 quilos. Achou curioso? Conheça mais dessa história surpreendente!

Zhang Enshun vive na província de Guangxi, na China, e decidiu dar uma chance à essa modalidade inusitada quando viu uma notícia sobre pessoas que adotaram este exercício e tiveram resultados positivos. Por mais estranho que possa parecer, os sapatos de ferro não são uma novidade para os chineses e até já viraram notícia aqui no Mega Curioso.

(Fonte: Oddity Central/Reprodução)
(Fonte: Oddity Central/Reprodução)

Enshun começou prendendo uma placa de metal em cada pé, pesando cerca de 18,75 quilos cada, e tentando dar alguns passos. Hoje em dia, cada sapato leva 4 chapas de ferro, resultando em 150 quilos: mais do que o dobro do peso do chinês.

A rotina de exercícios é simples: ele prende os sapatos aos pés usando uma fivela e sai para caminhar. Apesar do peso do calçado, Zhang consegue andar mais de 50 metros a cada 20 minutos. Ele conta que, além de fazer caminhadas diárias de 200 a 300 metros, também pratica movimentos de Tai Chi, para seu treino ser mais completo.

(Fonte: Oddity Central/Reprodução)
(Fonte: Oddity Central/Reprodução)

Desde que começou a se exercitar há cerca de 5 meses, Zhang afirma ter tido bastante progresso e que, além de tonificar os músculos das pernas, os sapatos também o ajudam com a circulação sanguínea e no fortalecimento das articulações. Apesar disso, médicos ortopedistas apontam que a prática pode ser prejudicial à saúde, já que cada corpo difere e aumentar a pressão nos ossos pode gerar lesões, então é importante ter cuidado ao adotar esta atividade física.

E aí, você gostaria de tentar este exercício bizarro? 

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.