Seja o primeiro a compartilhar

Por que 8 de março é o Dia Internacional das Mulheres?

Celebrado no dia 8 de março, o Dia Internacional das Mulheres é uma data comemorativa com um passado marcante sobre a luta feminina por direitos iguais em diversas regiões do planeta. Apesar de ter se tornado um dia simbólico para mulheres no mundo todo, nem todas as pessoas sabem como tudo teve início.

Existente há mais de um século, esse dia tornou-se um símbolo contra o sexismo, a misoginia e as desigualdades em relação aos homens, como também um marco pelas lutas e reivindicações pelos direitos das mulheres que ocorreram no passado. Então, hoje nós vamos entender do porquê 8 de março ter sido escolhido para representar esses acontecimentos.

Início da luta feminina

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Por muito tempo, acreditou-se que o Dia Internacional das Mulheres havia sido criado para homenagear a morte de 125 operárias norte-americanas que morreram carbonizadas em uma fábrica têxtil em Nova York no dia 25 de março de 1911. Entretanto, os relatos históricos mostram que outros eventos antes desse acontecimento foram relevantes para a criação da data.

No fim do século XIX, diversas organizações femininas iniciaram protestos pela Europa e pelos Estados Unidos derivadas de movimentos operários. Com jornadas de aproximadamente 15 horas e salários medíocres, as mulheres pediam por melhores condições de trabalho e também pelo fim do trabalho infantil — algo comum nas fábricas após a Revolução Industrial.

A primeira vez que o Dia das Mulheres foi celebrado em um país aconteceu em maio de 1908, quando cerca de 1500 mulheres se manifestaram em prol da igualdade econômica e política nos EUA. Em 1909, o Partido Socialista norte-americano oficializou a data como sendo no dia 28 de fevereiro, o que culminou em uma grande greve têxtil no país.

Entretanto, a primeira vez que existiu uma discussão para a criação de uma data anual internacional para celebrar os direitos das mulheres ocorreu em 1910, quando diversos países se reuniram na 2ª Conferência Internacional das Mulheres Socialistas na Dinamarca. O projeto foi aprovado por mais de 100 representantes de 17 países.

Criação da data e o incêndio em Nova York

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Durante o evento que tomou conta de Copenhague, capital dinamarquesa, em 1910, a feminista marxista alemã Clara Zetkin foi quem liderou a proposta de criação de um dia especial para que as mulheres do mundo todo pudessem reivindicar seus direitos, incluindo o direito ao voto feminino que surgia como um objetivo primário.

Nascida no pequeno município de Königshain-Wiederau no dia 5 de julho de 1857, Zetkin foi membro do Partido Socialdemocrata Alemão por boa parte de sua vida e ficou conhecida como a maior organizadora das mulheres trabalhadoras e socialistas da sua época.

Posteriormente, o incêndio que matou diversas trabalhadoras norte-americanas em Nova York um ano depois da conferência realizada na Dinamarca fez com que a luta das mulheres se espalhasse ainda mais pelos Estados Unidos e gerasse retaliações em outras partes do mundo.

Dia Internacional das Mulheres e a luta soviética

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Se existia uma determinação para a concepção de uma data que comemorasse os direitos femininos, as russas soviéticas foram quem assumiram um protagonismo para que o dia escolhido fosse o 8 de março. Neste mesmo dia em 1917, algumas tecelãs e esposas de soldados russos tomaram as ruas de Petrogrado para lutar pelo fim da monarquia e pela saída do país da Primeira Guerra Mundial na greve por "Pão e Paz".

A revolta feminina na Rússia acabou se estendendo por vários dias e evoluiu para uma greve geral com fins políticos. O evento tornou-se ainda mais importante pois também marcou o início da queda autocrata russa e a chegada dos bolcheviques ao poder local. 

Sendo assim, pode-se dizer que o Dia Internacional das Mulheres também está atrelado à luta socialista em diversas regiões do mundo, despertando uma batalha contra o patriarcado e contra o sistema capitalista.

Reconhecimento da data pela ONU

(Fonte: ONU/Divulgação)(Fonte: ONU/Divulgação)

Por mais que a luta feminina tenha ganhado força no início do século 20, foi apenas em 1945 que a Organização das Nações Unidas (ONU) assinou o primeiro acordo internacional que firmava princípios de igualdade entre homens e mulheres. Com o crescimento do movimento feminista, o ano de 1975 ficou conhecido oficialmente como o Ano Internacional da Mulher. 

Porém, o reconhecimento oficial do Dia Internacional das Mulheres no dia 8 de março pela ONU só foi ocorrer mesmo em 1977. Desde então, a data ocorre anualmente como uma homenagem por todas as mulheres que dedicaram suas vidas em busca de condições melhores de trabalho e de igualdade entre gêneros. 

Para 2021, as Nações Unidas definiram que a temática da celebração será "Mulheres na liderança: alcançando um futuro igual em um mundo de Covid-19". O objetivo é ressaltar a luta feminina por igualdade e os esforços feitos para reconstruir a sociedade durante a pandemia.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.