Seja o primeiro a compartilhar

Revolução Russa: fatos mais marcantes do período

O ano de 1917 foi marcante para a Rússia, pois, além de estar envolvida na Primeira Guerra Mundial lutando ao lado da França, do Reino Unido e dos demais aliados, o país também enfrentou algumas batalhas políticas internas que levaram a um dos mais importantes acontecimentos históricos dos últimos séculos.

Estamos falando da Revolução Russa de 1917, movimento que derrubou a monarquia do czar Nicolau II e levou o Partido Bolchevique, liderado por Vladmir Lenin, ao poder, além de ter aberto o caminho para a formação da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS) alguns anos depois.

No processo que levou à derrubada de uma das mais antigas monarquias europeias e à criação do primeiro país socialista do mundo, alguns acontecimentos ganharam destaque. Você sabe quais são eles? Conheça, a seguir, os fatos mais marcantes da Revolução Russa.

A Revolução Russa de 1905

(Fonte: Wikimedia Commons)
(Fonte: Wikimedia Commons)

Antes dos eventos de 1917, houve uma espécie de ensaio em 1905 para a revolução principal, quando os protestos da população direcionados à monarquia russa resultaram no massacre do Domingo Sangrento em São Petersburgo (antiga Petrogrado), em que manifestantes desarmados foram mortos ou feridos pelas tropas do czar.

Revoltados com as violentas ações comandadas pelo czar e a situação econômica, trabalhadores de todo o país iniciaram uma greve geral que paralisou a Rússia.

O assassinato de Rasputin

(Fonte: Wikimedia Commons)
(Fonte: Wikimedia Commons)

Depois que o czar Nicolau II assumiu o comando do exército russo na Primeira Guerra Mundial, o misterioso Grigori Rasputin se tornou o conselheiro da czarina Alexandra, passando a exercer grande influência na política e na família real Romanov.

Insatisfeitos com o envolvimento do homem que era apontado como místico e curandeiro em questões importantes para o país, alguns nobres russos acabaram assassinando Rasputin em 1916, pouco antes da Revolução Russa.

Revolução de Fevereiro de 1917

(Fonte: Wikimedia Commons)
(Fonte: Wikimedia Commons)

Essa revolução, que na verdade ocorreu em março daquele ano (na época, o país adotava o calendário juliano), foi marcada pelo momento em que Nicolau II se tornou o último imperador da Rússia, ao abdicar do trono.

Com isso, um governo provisório foi instaurado no país, defendendo uma agenda liberal de direitos e se opondo à revolução social violenta.

Revolução de Outubro de 1917

(Fonte: The Nation/Reprodução)
(Fonte: The Nation/Reprodução)

Ocorrida em novembro no calendário romano, a Revolução Bolchevique, como ela também ficou conhecida, teve como ponto principal o golpe de estado liderado pelo revolucionário de esquerda Vladimir Lenin contra o governo provisório que assumiu a nação meses antes.

A partir daí, o Partido Bolchevique passou a comandar a Rússia, contando com conselhos de soldados, camponeses e trabalhadores e formando o primeiro governo comunista do mundo.

Guerra Civil Russa

(Fonte: Wikimedia Commons)
(Fonte: Wikimedia Commons)

Logo após Lenin assumir o poder, indivíduos que não concordavam com o Partido Comunista, incluindo conservadores, integrantes do antigo exército czarista, grupos ligados à Igreja Ortodoxa Russa, pessoas favoráveis à monarquia e os mencheviques (correntes socialistas minoritárias) se revoltaram contra o governo socialista.

O conflito armado entre o Exército Vermelho (favorável a Lenin) e o Exército Branco (opositores) resultou em pelo menos 7 milhões de mortos, feridos e desaparecidos, só terminando por volta de 1923, apesar de a maior parte dos combates ter cessado em 1921. A vitória dos bolcheviques abriu o caminho para a criação da União Soviética.

A execução da família Romanov

(Fonte: Wikimedia Commons)
(Fonte: Wikimedia Commons)

A Dinastia Romanov dominou a Rússia por mais de 300 anos, tornando-se uma das aristocracias mais longevas da Europa. Porém, esse domínio acabou com a queda de Nicolau II, em 15 de março de 1917.

Pouco mais de um ano após o czar abdicar do trono, os integrantes da antiga família imperial russa e os seus acompanhantes no exílio foram executados a tiros por tropas bolcheviques, na cidade de Ecaterimburgo.

Morte de Lenin

(Fonte: Wikimedia Commons)
(Fonte: Wikimedia Commons)

Uma das figuras mais importantes e fundamentais da Revolução Russa, Lenin morreu em janeiro de 1924, pouco tempo depois de declarada a vitória do Exército Vermelho na Guerra Civil e da formação da URSS.

O funeral do revolucionário foi acompanhado por mais de 1 milhão de pessoas em meio ao rigoroso inverno soviético. Seu corpo embalsamado está em exposição desde então em um mausoléu na Praça Vermelha, em Moscou.

A criação da União Soviética

(Fonte: Visualhunt)
(Fonte: Visualhunt)

Consequência direta da Revolução Russa, a União Soviética foi criada em 30 de dezembro de 1922, reunindo países governados por um regime unipartidário e comandados pelo Partido Comunista.

O gigantesco estado socialista se tornou uma das potências mundiais e maior rival dos Estados Unidos durante décadas, até ser dissolvido em dezembro de 1991, dando fim à Guerra Fria.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.