2 coisas bizarras descobertas enterradas em estacionamentos

Quem poderia imaginar os segredos escondidos debaixo de alguns estacionamentos ao redor do mundo? Felizmente, vários escavadores conseguiram e, como resultado disso, se depararam com coisas completamente inusitadas. 

Aqui no Mega Curioso já contamos algumas destas histórias e hoje separamos dois casos vindos diretamente da Terra da Rainha para contar para você Confira abaixo!

1. O esqueleto do Rei Ricardo III

O monarca foi executado durante a batalha de Bosworth, em 1485, e seu corpo seguiu desaparecido por mais de 500 anos. Foi só em 2012 que a Sociedade Ricardo III organizou escavações no terreno de um estacionamento, local que antigamente abrigava a Igreja Greyfriars Priory, um mosteiro franciscano destruído no século XVI.

(Fonte: Wikimedia/National Portrait Gallery)(Fonte: Wikimedia/National Portrait Gallery)

Durante as buscas, foi encontrado um esqueleto que parecia se encaixar nas características do rei: a pessoa tinha escoliose e apresentava ferimentos possivelmente obtidos em guerra, como perfurações no crânio e na costela. Além disso, estimava-se que o corpo pertencia à alguém com idade entre 25 e 40 anos, sendo compatível com a idade do monarca, que foi morto aos 32 anos.

Mais exames foram feitos para confirmar a identificação do corpo e os resultados apontavam que a pessoa viveu entre a metade do século XV e o início do século XVI, teve uma alimentação compatível com os costumes da época. Comparações com descrições físicas do monarca também foram feitas, além de um teste de DNA para comparar o esqueleto com as amostras de descendentes da Casa de York. 

O resultado deu positivo, confirmando que o esqueleto pertencia, de fato, a Ricardo III e seu funeral finalmente aconteceu em 2015.

2. Banho público da Era Vitoriana

(Fonte: BBC/Reprodução)(Fonte: BBC/Reprodução)

O banho público Mayfield Baths, inaugurado em 1857, era um espaço onde os trabalhadores da indústria têxtil de Manchester, na Inglaterra, podiam se banhar e lavar suas roupas. O local foi essencial para a melhoria na saúde destes ingleses, e contava com caldeira, bomba d'água e duas piscinas — uma feminina e uma masculina. Após o lugar ser bombardeado durante a Segunda Guerra Mundial, um estacionamento foi construído no terreno.

Uma obra no estacionamento, feita com o intuito de transformá-lo em um parque, revelou a estrutura do banho público, ainda preservada. "Sabíamos o que estaríamos escavando, mas não esperávamos que os azulejos estivessem em condições tão boas", Graham Mottershead, arqueólogo da Universidade de Salford.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.