Tartarugas de chocolate: existe mesmo um jeito certo de comê-las?

Na hora da fome, muitas vezes nem sequer olhamos o que está em nossa frente e simplesmente abocanhamos o que vier, sem nos preocuparmos com muita cerimônia. Porém, muitas dessas comidas tornaram-se sagradas com o tempo e entraram em patamares ritualísticos, alcançando tradições que caso sejam quebradas podem levar ao caos mundial, como é o caso da clássica tartaruga de chocolate, que diferencia pessoas normais e espiritualmente evoluídas de acordo com a forma das mordidas no doce.

Lançada originalmente em 1995, as tartarugas de chocolate caíram rápido na boca do povo e se tornaram febre no final do século XX, estando sempre presentes em merendeiras escolares e na casa de muita gente. O delicioso chocolate logo estabeleceu uma tradição: a maneira "certa" de ser comido também se espalhou rapidamente.

E cá entre nós: o quê significa cortar um bolo do jeito errado em comparação com dar uma mordida errada na tartaruguinha, né? Sim, existe um método certo para comer o doce e, caso isso seja quebrado, toda a humanidade poderia ser extinta e o universo entraria sob o domínio das tartarugas, que transformariam os humanos restantes em chocolate (brincadeira, pessoal, mas prefiro não pagar para ver!).

Qual a forma certa de comer a tartaruga de chocolate?

O ritual alimentar do chocolate em formato de tartaruga virou moda e atingiu gerações de brasileiros, sendo realizado por crianças, jovens e adultos de todas as idades. Esse procedimento consiste em "desmembrar" o réptil ao devorar primeiro suas patinhas, depois a cabeça, deixando o restante do corpo livre para ser abocanhado no final.

Tudo indica que esse método foi oficializado após uma campanha publicitária lançada para anunciar o chocolate. Na cena, duas tartarugas conversam tranquilamente, até que de repetente uma delas devora a cabeça da outra. Então, para dar sequência ao evento revelado no comercial, o público decidiu patentear a prática e estabelecer uma forma "certa" de morder o chocolate. E assim essa tradição permanece até hoje.

Você conhece alguém que come errado o chocolate que marcou a infância de muita gente?

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.