4 formas de prevenir o susto de barulhos altos em cachorros

A fobia de ruído é uma sensação muito comum em cães. Por isso, donos de todo o planeta ainda tentam encontrar formas eficazes de combatê-la enquanto veem seus bichinhos sofrerem com sons de trovões, fogos e gritos. Além de serem estressantes por conta dos latidos e do comportamento evasivo dos pets, esses comportamentos hostis podem gerar uma série de complicações para a saúde do animal, exigindo acompanhamento constante e reações adequadas que aliviem o medo.

Conheça abaixo alguns métodos para prevenir o susto do barulho em cães e deixá-los mais à vontade em relação aos sons indesejados.

1. Abra um espaço para o cachorro

(Fonte: Love Property / Reprodução)(Fonte: Love Property / Reprodução)

Deixe corredores e quartos livres para o cão transitar. Evite usar guias ou privar o movimento do pet, já que, ao escutar sons altos, a tendência natural dele é procurar o local mais adequado e seguro para se esconder. Lembre-se também de criar um cenário ideal para essa zona segura, deixando uma televisão ligada ou um aparelho tocando músicas mais relaxantes, assim como cobertores e lençóis em uma caminha.

2. Aplique técnicas de dessensibilização

(Fonte: The Spruce Pets / Reprodução)(Fonte: The Spruce Pets / Reprodução)

Enquanto brinca e passa um tempo com o cachorro, deixe ao lado um reprodutor de mídias tocando sons de chuva, trovão e outros tipos de barulho. À medida que o animal for se acostumando a agir naturalmente sem se incomodar com os barulhos, vá aumentando gradativamente o volume, de forma que seu pet os encare de forma indiferente e entenda que os ruídos são eventos normais.

3. Não demonstre medo ou preocupação

(Fonte: K9 of Mine / Reprodução)(Fonte: K9 of Mine / Reprodução)

Ao perceber os primeiros sons de trovões ou fogos de artifício, o cachorro precisa encontrar um sinal de fortaleza e segurança, e isso é observado primariamente no dono. Então, evite incorporar posturas retraídas ou de medo, já que comportamentos menos assustados tendem a mudar a reação do animal e deixá-lo menos aflito, especialmente se vier ao lado de brincadeiras, petiscos e outras ações de distração ou harmonia.

4. Considere consultar um veterinário

(Fonte: Campbell River Veterinary Hospital / Reprodução)(Fonte: Campbell River Veterinary Hospital / Reprodução)

Caso perceba baba, tremedeira, uma agitação anormal e outros sintomas que representem risco, isso é um indicativo de que está na hora de levar seu cachorro ao veterinário para fazer um check-up completo. Assim, o médico pode receitar remédios para aliviar essas sensações, sugerir tratamentos ou métodos caseiros e evitar qualquer tipo de complicação que fuja do controle. E lembre-se: nunca dê medicamentos sem prescrição.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.