Com qual frequência se deve levar um cachorro para passear?

Se você tem um cachorro dentro de casa, provavelmente já deve ter percebido que ele precisa de uma boa dose de exercício para poder acalmar os nervos e gastar toda a energia acumulada. Caso você não o leve para passear, ele provavelmente deixará sua casa de "pernas para o ar".

Mas qual é exatamente a quantidade de vezes ou o tempo médio que devemos levar nossos cães para passear a fim de que eles fiquem satisfeitos e relaxados? Apesar dessa ser uma pergunta que depende muito de caso para caso, existem alguns padrões que podemos levar em consideração. Entenda-os a seguir.

Passeios diários

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

Como se fosse uma "regra geral" para os cães, podemos considerar 20 ou 30 minutos de atividade 1 ou 2 vezes por dia como o suficiente para a maior parte deles. Mesmo que a resistência física desses animais costume variar bastante dependendo da raça e idade, a grande maioria ficará satisfeita com uma boa meia hora de exercício.

No caso de raças muito grandes, como os galgos, é provável que esse período de exercícios precise ser estendido para 45 minutos. Mesmo sem o ritmo similar ao de passeio dos cães menores, os grandões também precisam se mover para manter as articulações e os ossos saudáveis.

Enquanto essa regra é excelente para diversos casos, algumas raças podem ser mais receptivas a durações mais longas. Se o seu animal de estimação for de uma raça esportiva ou de trabalho, como um retriever, husky ou um terrier menor, você pode querer levá-los para fora de 60 a 90 minutos diários ou até mais tempo se tiver essa disponibilidade.

Vantagens do exercício

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

Se o seu cão estiver demonstrando comportamento destrutivo ou muito irritado, esse pode ser um sinal claro de que ele não está gastando toda a energia do corpo que deveria ao longo do dia. Passear não é apenas um benefício para a saúde física do animal, mas também para o bem-estar psicológico dos nossos pets.

Cachorros que passeiam regularmente costumam estar mais bem-humorados e apresentar ótima saúde cognitiva. As aulas de natação para cães também podem ser uma medida alternativa para quem não tem muito tempo para ficar na rua e ainda assim deseja que o seu pet se exercite. 

Tenha em mente que cães com focinho muito curto costumam ter mais dificuldade para respirar e precisam de séries de exercício mais pausadas ou de menor intensidade. Por fim, lembre-se sempre de proteger as patas do seu cachorro na hora de andar na rua em dias muito frios ou muito quentes. 

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.