Seja o primeiro a compartilhar

As 6 cidades mais caras para se viver ao redor do mundo

No último mês, a empresa de mobilidade global ECA International divulgou sua lista anual das cidades mais caras do mundo para se viver. Para a surpresa dos brasileiros, nenhuma de nossas cidades foi listada no top 100 do ranking — dados que podem soar levianos para quem mora em metrópoles como Rio de Janeiro e São Paulo.

Para a elaboração da lista, a empresa faz seus cálculos baseados em diversos fatores, que incluem  o preço médio de alimentos básicos como leite e óleo de cozinha, aluguel, serviços públicos, transporte público e a força da moeda local. Veja só quais foram as seis cidades que receberam o título de "mais caras para se viver" em 2022!

6. Tel Aviv

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Situada na costa mediterrânica de Israel, Tel Aviv é a segunda maior cidade do país e possui uma população estimada de 460 mil habitantes. Tel Aviv foi fundada por uma comunidade judaica em 1909 nos arredores da antiga cidade portuária árabe de Jafa, tendo um forte crescimento em pouco tempo.

A cidade é a capital financeira do país e um dos principais centros financeiros e de artes cênicas do mundo todo. Além disso, Tel Aviv também é constantemente chamada de "cidade que nunca dorme" e "capital das festas" por conta de sua intensa vida noturna.

5. Tóquio

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Capital do Japão, Tóquio possui mais de 13,4 milhões de habitantes — totalizando 37 milhões contando com a sua Região Metropolitana. Além de ser uma das cidades mais famosas do mundo, também possui o título de  área urbana mais populosa da Terra. Assim como Tel Aviv, é um grande centro financeiro mundial.

Tóquio é o principal centro político, financeiro, comercial, educacional e cultural do Japão, atraindo pessoas do mundo todo querendo visitá-la. Ela também possui a maior concentração de sedes de empresas comerciais, instituições de ensino superior, teatros e outros estabelecimentos comerciais e culturais do país.

4. Londres

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Além de ser a capital do Reino Unido e terra da Rainha, Londres possui uma riqueza histórica e financeira inestimável. A região foi fundada pelos romanos antes de se tornar o que é hoje. Com população próxima dos 9 milhões de habitantes, o centro de Londres abriga a sede de mais da metade das 100 melhores companhias do Reino Unido.

Se não bastasse, 100 das 500 maiores empresas da Europa também fizeram sua sede ali. Essa é uma cidade com importante influência na política, finanças, educação, entretenimento, mídia, moda, artes e cultura do mundo todo — sem contar que já foi sede de três Olimpíadas.

3. Genebra

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Com uma população de apenas 200 mil pessoas, Genebra é de longe a cidade mais cara para se viver menos populosa da lista. Mesmo assim, é a segunda cidade mais populosa da Suíça e tem grande influência global. Ao lado de Nova York, Genebra é o centro mais importante da diplomacia e da cooperação internacional por conta das convenções internacionais que recebe.

Esse é o principal motivo de ter recebido o rótulo de "Cidade da Paz". Foi lá que também aconteceram as Convenções de Genebra, uma série de tratados relativos ao Direito Humanitário Internacional em tempos de guerra. Em 2019, Genebra, foi classificada entre as dez cidades mais habitáveis pela sua qualidade de vida — o que justifica o custo.

2. Nova York

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Após ter falado sobre importantes centros econômicos globais, evidentemente que Nova York não poderia ficar de fora da lista. Com 8,8 milhões de habitantes, é a cidade mais populosa dos Estados Unidos e a terceira cidade mais populosa das Américas. A cidade exerce um impacto significativo sobre o comércio, finanças, mídia, arte, moda, pesquisa, tecnologia, educação e entretenimento de todo o planeta. 

Nova York é lar da Bolsa de Valores de Wall Street, da Estátua da Liberdade e também dos teatros da Broadway — apenas uma pequena amostra do que a cidade tem para oferecer. Anualmente, 50 milhões de pessoas se deslocam de todas as partes do mundo para visitá-la. 

1. Hong Kong

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Pelo terceiro ano consecutivo, Hong Kong figura como líder no ranking de cidades mais caras para se viver da ECA International. Com população total de quase 8 milhões de habitantes, o mercado imobiliário competitivo e apertado faz com que o custo de vida para se morar lá dispare completamente — também sendo uma das áreas mais densamente populadas do mundo.

Porém, a cidade é conhecida por seu horizonte repleto de arranha-céus e por seu profundo porto natural. Também sendo um importante centro financeiro internacional, Hong Kong tem uma grande economia de serviço capitalista caracterizada pelo baixo nível de impostos e pelo livre comércio, com a sua moeda sendo a oitava mais negociada do mundo. 

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.