Seja o primeiro a compartilhar

5 fatos sobre Santa Cruz del Islote, a ilha mais populosa do mundo

Localizada no arquipélago de San Bernardo, na Colômbia, a ilha de Santa Cruz del Islote é realmente impressionante: trata-se da ilha mais densamente povoada do mundo. A vista aérea sobre o local parece quase inacreditável, inclusive, pois a impressão é de que não há um único espaço vazio neste pequeno pedaço de terra, localizado na América do Sul.

A seguir, trazemos cinco curiosidades sobre esta ilha que parece saída de um romance de Gabriel García Márquez.

1. Não há polícia na ilha

(Fonte: Getty Images)(Fonte: Getty Images)

Embora nenhuma pesquisa tenha sido realizada lá há muito tempo, estima-se que Santa Cruz del Islote tenha cerca de 1200 habitantes, e que seu tamanho seja correspondente a dois campos de futebol.

Ou seja, trata-se de um grupo pequeno em que praticamente todo mundo se conhece. O mais interessante é que não há registro de crimes na ilha. Por conta disso, não há polícia. As casas, aliás, não possuem trancas e as bicicletas ficam soltas.

2. Só há seis sobrenomes em Santa Cruz del Islote

(Fonte: Víctor Beltrán/Flickr/Reprodução)(Fonte: Víctor Beltrán/Flickr/Reprodução)

Todos os habitantes da ilha têm apenas seis sobrenomes diferentes, o que mostra que todos ali são ligados, seja por sangue ou por casamento. As casas são passadas de geração para geração e não há espaço para construir novas residências.

Quando uma família tem a necessidade de mais espaço, só há uma solução: erguer um novo andar na sua casa. Por isso, não é incomum que 10 pessoas residam sob o mesmo teto. 

Mas essa falta de espaço acaba trazendo alguns perrengues ao local. A ilha não tem banheiros, e as pessoas só têm para comer aquilo que conseguem pescar. Todos os outros alimentos (incluindo água potável) precisam ser enviados para lá.

3. Há muitas crianças na ilha

(Fonte: Juan Manuel Vargas Ramirez/Flickr/Reprodução)(Fonte: Juan Manuel Vargas Ramirez/Flickr/Reprodução)

Cerca de 65% dos residentes de Santa Cruz del Islote têm menos de 18 anos. As crianças são criadas soltas na ilha, onde jogam futebol, pegam barcos para pescar e fazem mergulhos, enquanto todos os adultos ficam atentos e cuidando delas.

Só há uma escola no local, com 12 professores, que vai até o fim do 10º ano. Após terminar o ciclo básico, os adolescentes que querem seguir estudando deixam a ilha para buscar mais instrução. Muitos acabam retornando depois para residir lá.

4. Ela só foi habitada recentemente

(Fonte: Getty Images)(Fonte: Getty Images)

Há cerca de 150 anos, a ilha estava totalmente vazia. Ela apenas recebia pescadores que costumavam descansar lá ou apenas fugir das tempestades. Mas aí um fato chamou a atenção destes visitantes: diferente de outras ilhas vizinhas, que continham manguezais, Santa Cruz del Islote era totalmente livre de mosquitos.

Por conta disso, algumas famílias passaram a se mudar para lá e construir suas casas. Elas ainda ampliaram o espaço da ilha a partir de coisas que retiraram do mar, como conchas, areia e troncos de árvore. Por conta dessa quantidade de novas extensões, Santa Cruz del Islote é considerada uma ilha artificial.

5. Santa Cruz del Islote é mais densa que Nova York

(Fonte: Maude Bardet/Flickr/Reprodução)(Fonte: Maude Bardet/Flickr/Reprodução)

A densidade (a quantidade de pessoas em um mesmo espaço) de Santa Cruz del Islote é altíssima: quase todos os centímetros da ilha parecem ter algum tipo de construção. Para se ter uma ideia, a população é quatro vezes mais densa que a ilha de Manhattan, em Nova York!

As pessoas ficam tão próximas que há até um ditado local dizendo que as pessoas sonham os mesmos sonhos.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.