Conheça o pior engarrafamento da História. Chega a ser desesperador
135
Compartilhamentos

Conheça o pior engarrafamento da História. Chega a ser desesperador

Último Vídeo

Morar em uma cidade grande e estar livre dos congestionamentos é praticamente impossível. Qualquer lugar altamente povoado é atormentado por esse problema e, comprovadamente, os locais que mais sofrem com isso são Bangkok, Pequim, Los Angeles, Washington DC e São Paulo! É claro que a terra da garoa entrou para o ranking!

Nesses lugares, as pessoas gastam, em média, uma semana inteira de trabalho paradas no congestionamento. É muita coisa! O Mega Curioso já listou os 5 piores engarrafamentos da História, mas você sabe qual foi o pior deles até então registrado? Não? O prêmio vai para Pequim, na China, por causa de um congestionamento que aconteceu em 2010.

Mas afinal, o que foi que aconteceu?

Os moradores da capital chinesa sofreram com um congestionamento-monstro de 100 quilômetros de extensão que durou nada menos do que 12 dias. Durante esse tempo, os carros não passavam de 3 quilômetros por hora e alguns motoristas passaram até cinco dias presos no trânsito. Com certeza, bem desesperador.

Esse engarrafamento assustador aconteceu na China National Highway 110. Sabe qual foi o motivo disso? Ironicamente, foi tudo por causa da construção de novas estradas que tinham como objetivo aliviar o congestionamento do tráfego na cidade. No entanto, não havia ali capacidade para lidar com obras e aumento dos caminhões das construções. Deu no que deu.


Para piorar as coisas...

Como desgraça pouca é bobagem, a situação piorou ainda mais por causa dos carros que se superaqueciam e quebravam a todo momento. Tudo colaborou para que os motoristas não conseguissem nem ao menos sair do lugar por vários dias. Imagina se isso acontecesse na sua cidade? É, nem é bom pensar nisso.

E é claro que isso não foi tudo! Como oportunistas surgem como pragas, vendedores mal-intencionados apareceram oferecendo água, suco, cigarro, macarrão instantâneo, salgados, doces e todo tipo de alimento por preços exorbitantes, até 10 vezes mais caros do que as taxas normais do produto. Era praticamente um assalto.

E ai de quem ousasse não comprar deles. Os motoristas eram ameaçados de ter os seus carros destruídos. Aconteceram vários assaltos, dinheiros e combustíveis foram roubados explicitamente e mais de 400 policiais foram enviados para patrulhar constantemente a estrada, evitando que mais delitos fossem cometidos.

Passando o tempo

E isso não durou um ou dois dias. Quase duas semanas se passaram e nada do trânsito voltar ao normal. Os carros passavam horas parados ou se arrastavam a um ritmo incrivelmente lento. Enquanto isso, os motoristas passavam o tempo jogando cartas, xadrez, cochilando em seus carros, conversando com outros viajantes e fazendo qualquer tipo de coisa.

Lógico que a gente não quer nem pensar em enfrentar um congestionamento assim, mas alguns caminhoneiros resolveram pegar essa rota (quando poderiam desviar) porque poderiam demorar mais tempo na estrada e, assim, aumentar os seus ganhos (principalmente os que trabalhavam para transportadoras). Obviamente, isso não ajudou em nada a situação.

Surpreendentemente, o engarrafamento desapareceu do nada no 12º dia. Os funcionários previam mais tempo com aquele congestionamento infernal e se espantaram com o súbito desaparecimento dos carros, que começaram a se mover com mais velocidade e sumir por outras rotas. Dias que os motoristas chineses querem esquecer para sempre.

Mas como nós não podemos deixar isso barato...

É, Pequim pode ter conquistado o recorde de mais longa duração de engarrafamento, mas nós não deixamos isso barato e o recorde de mais longo engarrafamento (em termos de distância) vai para São Paulo, claro! A capital paulista tem, regularmente, congestionamentos de até 295 quilômetros de comprimento! Desanimador!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.