5 coisas que você não previu sobre a vida de Nostradamus
248
Compartilhamentos

5 coisas que você não previu sobre a vida de Nostradamus

Último Vídeo

1. Nostradamus foi expulso da faculdade de Medicina

Em 1519, com apenas 15 anos, Nostradamus se matriculou na Universidade de Avignon, mas precisou largar os estudos no ano seguinte quando a peste atingiu a cidade e forçou a instituição de ensino a fechar as portas. Ele passou os 8 anos seguintes viajando por França, Itália e Espanha em busca da cura da doença através de ervas. Em 1529, voltou a cursar Medicina, mas dessa vez na Universidade de Montpellier, que o expulsou quando soube que ele trabalhou voluntariamente como farmacêutico – profissão considerada inferior à de médico, naquela época.

Nostradamus foi expulso por estudar ervas medicinais por conta própria

2. Nostradamus publicou um livro de receitas

Ele é mais famoso por suas escritas proféticas, mas também publicou um livro intitulado “Tratado Sobre Cosméticos e Conservas”, no qual ensinava a fazer tintura loira para os cabelos, laxante natural, pasta de dentes, além de inúmeras receitas, como geleia de cereja, marmelada e marzipã. Tinha até uma suposta “poção do amor”, que levava maçã, sangue de pardal e ventosa de polvo.

Profeta ensinou a criar uma tintura loira para os cabelos

3. As previsões eram baseadas no passado

Desde o século 16, especula-se sobre o quão precisas seriam as profecias de Nostradamus. O especialista em linguística Peter Lemesurier, da Universidade de Cambridge, estudou a fundo a obra de Nostradamus e crê que o tal profeta apenas acreditava que eventos se repetiam ao longo da História – e isso desde os tempos bíblicos. Por isso, ao analisar o passado e fazer cálculos astrológicos, Nostradamus tentava adivinhar quando tais histórias aconteceriam novamente.

Rainha da França acreditava nas profecias de Nostradamus

4. Nostradamus tinha métodos questionados por astrólogos de sua época

A primeira edição de “As Profecias” foi publicada em 1555, dando notoriedade instantânea a Nostradamus. As escrituras passaram a ser usadas por agricultores até chegarem aos ouvidos da rainha da França, Catarina de Médici, que levou o profeta a Paris para ele fazer o horóscopo dos príncipes. Apesar do sucesso, o método de Nostradamus não considerava a data de nascimento dos “consultados”, levando muitos astrólogos da época a questionarem a validade dessas profecias.

Métodos de Nostradamus eram questionados

5. Nostradamus como propaganda do nazismo

Quando a Alemanha invadiu a Polônia em 1939, Magda Goebbels, esposa de Joseph Goebbels (ministro da Propaganda de Adolf Hitler), encontrou uma passagem em “As Profecias” que indicava que a supremacia alemã era certa. Isso foi usado pelo governo nazista como uma forma de “convencer” as pessoas de que a ascensão do império de Hitler era inevitável. Os países aliados contra-atacaram lançando panfletos sobre os territórios conquistados falando que a profecia de Nostradamus, na verdade, previa a derrota da Alemanha. Até mesmo a produtora MGM colocou o profeta em inúmeros curtas-metragens norte-americanos.

Hitler usou profecias de Nostradamus para tentar validar sua vitória

***

*Publicado em 27/04/2016.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.