(Fonte da imagem: Reprodução/Rocket News 24)

Depois de leilões de bumbuns, almas e até mesmo dedos decepados na internet, um jovem japonês decidiu leiloar a si mesmo por apenas US$ 100 ao dia (cerca de R$ 200), oferecendo em troca a sua companhia. A proposta não deve ter parecido muito tentadora, pois, de acordo com o site Rocket News 24, o pobre rapaz não recebeu nenhum lance sequer.

Todos sabem que a propaganda é a alma do negócio, e talvez esse tenha sido o problema. Afinal, na descrição do “produto”, além de aspectos como peso, altura e características especiais — como o fato de falar inglês intermediário, ter sido o capitão do clube de teatro da escola e ser lutador iniciante de quendô —, o rapaz preencheu o campo Condição do Produto como Usado.

Quanto aos serviços que o jovem poderia prestar durante o aluguel, ele mesmo sugeriu que poderia ajudar no trabalho ou afazeres domésticos, participar de ações voluntárias ou simplesmente ser um amigo por um dia. Contudo, o japonês também avisou: não aceitaria participar de situações perigosas e que pusessem sua integridade física em risco ou qualquer atividade ilegal, além de deixar claro que não estava leiloando sexo pela internet.