9 dos destinos de inverno mais surpreendentes da Terra
28
Compartilhamentos

9 dos destinos de inverno mais surpreendentes da Terra

Último Vídeo

1. Lake Tahoe, nos Estados Unidos

(Reprodução/Ski Lake Tahoe)

O Lake Tahoe é um grande lago que divide os estados norte-americanos Califórnia e Nevada. Durante o inverno, a região é bastante procurada por turistas em busca das suas estações de esqui, fontes termais e da agitada vida noturna. 

2. Gullfoss, na Islândia

(Reprodução/Bizarre Globe Hopper)

O que a Islândia tem de pequena e distante, tem também de impressionante! De lá vem esta curiosa cachoeira chamada Gullfoss, uma belíssima queda-d’água que, durante a época mais fria do ano, fica parcialmente congelada. Dentre as inúmeras cachoeiras da pequena nação europeia, esta é a mais visitada.

3. Lago Bled, na Eslovênia

(Reprodução/1 Photo 1 Day)

A Eslovênia pode não figurar entre os destinos de inverno mais badalados do Velho Continente; porém, para quem está disposto a fugir do mais do mesmo, o país do leste europeu oferece uma opção interessante. Trata-se da região do lago Bled, famosa por suas estações de esqui, por seu circuito de hotéis e pela encantadora arquitetura que se completa perfeitamente com as belezas naturais do lugar. 

4. Lago Baikal, na Rússia

(Reprodução/Daniel Kordan)

O país mais extenso do planeta também abriga alguns dos lugares mais frios que existem. Na gélida região da Sibéria, fica o Baikai, um imenso lago — quase do mesmo tamanho que o estado de Alagoas — que fica quase totalmente congelado durante o inverno. Nessa época do ano, os turistas podem andar de trenó, mergulhar por debaixo do gelo e praticar rafting nas áreas onde a água ainda não foi congelada.

5. Parque Nacional de Jigokudani, no Japão

(Reprodução/Robibudman)

O Parque de Jigokudani é uma das atrações turísticas da cidade japonesa de Yamanouchi. Suas fontes de águas termais não atraem apenas os humanos, mas também macacos da neve em busca de um lugar quentinho para amenizar a baixa sensação térmica. 

6. Kirkjufell, na Islândia

(Reprodução/Extreme Iceland)

Esta montanha situada na Islândia até parece saída de um conto de fadas, mas existe e pode ser visitada em qualquer época do ano. No entanto, é durante o inverno que ela fica ainda mais bonita, quando uma camada de neve a cobre inteiramente. O destino é bastante procurado por fotógrafos da natureza, que comparam o lugar a uma pintura. 

7. Abisko, na Suécia

(Reprodução/Mental_Floss)

Se você quiser contemplar o espetáculo das luzes de uma aurora boreal, na Suécia há um lugar que é ideal para apreciar este fenômeno. Chamado Abisko, o pequeno vilarejo atrai turistas de todos os cantos, que vão até lá em busca de passeios de trenó puxados por cachorros, pesca no gelo, além, é claro, do bom e velho esqui. 

8. Harbin, na China

(Reprodução/Telegraph)

De janeiro a fevereiro, o frio é comemorado de maneira faraônica na cidade chinesa de Harbin. Isso porque são erguidas inúmeras esculturas de gelo, inspiradas em castelos medievais até modernos arranha-céus. Além da cidade feita de gelo, os visitantes podem passear de trenó, patinar no gelo e se deliciar com a gastronomia local.

9. Glaciar Perito Moreno, na Argentina

(Reprodução/Jelizaveta)

Localizado no Parque Nacional Los Glaciares, na Argentina, esta é uma das três geleiras da Patagônia que, apesar do aumento da temperatura terrestre, ainda continuam a crescer. Já em 1835, Charles Darwin manifestava sua admiração ao contemplar esta incrível formação natural: “Estas massas de neve que jamais derretem e parecem destinadas a durar tanto quanto o mundo oferecem um espetáculo nobre e sublime” — escreveu o cientista, em seu diário de viagem.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.