Conheça mais uma história de sucesso envolvendo o transplante de rosto
326
Compartilhamentos

Conheça mais uma história de sucesso envolvendo o transplante de rosto

Último Vídeo

Nós aqui do Mega Curioso já postamos diversas matérias contando casos incríveis de pessoas que passaram por transplantes de rosto, tais como: o do soldado que sofreu queimaduras gravíssimas depois de tentar salvar uma mulher presa nas ferragens de um veículo acidentad; o da jovem que recebeu um rosto novo após ter o seu desfigurado por um tumor; e o do homem que passou pelo maior transplante de face já realizado na História e ganhou uma nova vida.

O caso que vamos contar a seguir envolve coincidências bem trágicas

Apesar de termos falado sobre esses procedimentos em algumas ocasiões, essas cirurgias ainda são relativamente raras. Além disso, embora os índices de sucesso estejam se tornando cada vez mais altos, os transplantes de rosto são incrivelmente complexos e envolvem uma série de riscos, o que explica o motivo de os bem-sucedidos se transformarem em notícia. Esse é o caso da trágica e comovente história que vamos contar a seguir.

Escolhas trágicas

Segundo Lydia Ramsey, do portal Business Insider, o caso a seguir se refere ao primeiro transplante de face realizado na Mayo Clinic, uma organização norte-americana sem fins lucrativos focada em pesquisas e serviços médico-hospitalares.

Equipe da Mayo Clinic que participou da cirurgia de Andy

Curiosamente, ele envolveu dois jovens que atentaram contra as próprias vidas — um que sobreviveu à tentativa de suicídio, mas destruiu o rosto no processo, e o outro que, tragicamente, não pode ser salvo, mas deu ao primeiro uma nova chance de ter uma vida normal.

Andy antes de passar pelo transplante de rosto

O homem que teve sua vida transformada é Andy Sandness que, em 2006, quando tinha 21 anos de idade, deu um tiro contra o próprio queixo. Andy milagrosamente sobreviveu, mas destruiu o maxilar e perdeu o nariz e os dentes. Durante esses anos todos, ele passou por várias cirurgias reconstrutivas, porém não havia muito que os médicos pudessem fazer para melhorar sua qualidade de vida, e ele acabou com dificuldades para respirar e se alimentar.

Time da Mayo Clinic fotografado durante a cirurgia de Andy

Andy admite que foi estúpido e que fez escolhas erradas — e aceitou que pagaria por isso pelo resto da vida. Então, veio a ideia do transplante em 2012 e, apesar de todos os riscos envolvidos, o rapaz topou fazer a cirurgia. Como se tratava da primeira operação desse tipo a ser realizada na Mayo Clinic, o time que participaria da intervenção dedicou 50 sábados ao longo dos três anos seguintes se preparando para realizar o procedimento.

Histórias cruzadas

De acordo com Lydia, Andy entrou para a lista de transplantes em janeiro de 2016 e pensou que teria que esperar alguns anos até que aparecesse um “rosto” compatível. No entanto, apenas cinco meses depois, ele recebeu a notícia de que havia um doador, um rapaz chamado Calen Ross. Coincidentemente, o jovem tinha 21 anos de idade e cometeu suicídio disparando um tiro na cabeça.

Andy sendo preparado para passar pela cirurgia

A família de Calen — que era registrado como doador de órgãos — hesitou um pouco antes de concordar em doar o rosto do rapaz. Mas a viúva do jovem, que estava grávida quando ele tirou a própria vida, aceitou que Andy recebesse a face de Calen para que o filho do casal soubesse que o pai havia ajudado alguém.

Andy só pode ver o resultado da cirurgia três semanas depois de passar pelo transplante

Segundo Lydia, a cirurgia durou 56 horas e envolveu a participação de uma equipe composta por 60 pessoas. Primeiro, o time passou um dia inteiro só para obter os ossos, músculos e pele do doador, e o procedimento de implantar todos esses tecidos — incluindo o nariz, lábios, bochechas, dentes, maxilar etc. — em Andy levou 32 horas.

Andy agora está retomando uma vida normal com seu novo rosto

Andy recebeu o transplante de face dos olhos para baixo e só pode ver o seu reflexo em um espelho pela primeira vez três semanas depois de passar pela cirurgia. Seu novo rosto começou a parecer menos inchado — e mais normal — três meses após o procedimento, e Andy já recuperou a capacidade de sentir cheiros, de respirar e se alimentar normalmente. A imagem que você viu na abertura foi clicada no final de janeiro e, até momento, o caso é um sucesso.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.