Acidente bizarro: lago mata quase 2 mil pessoas em uma noite na África
350
Compartilhamentos

Acidente bizarro: lago mata quase 2 mil pessoas em uma noite na África

Último Vídeo

Alguns enigmas entram para a história de maneira bastante trágica: a morte de 1.746 pessoas e mais de 3,5 mil cabeças de gado, na noite do dia 21 de agosto de 1986, é um desses momentos. O estranho incidente aconteceu às margens do lago Nyos, no noroeste de Camarões, na África.

Esse lago se formou na cratera de um vulcão e na noite do acidente liberou uma quantidade absurda de dióxido de carbono tóxico na atmosfera. A maioria das pessoas estava dormindo na hora em que a nuvem de vapor as atingiu, sufocando silenciosamente. Acredita-se que entre 300 mil e 1,6 milhão de toneladas do gás viajaram a 100 km/h, matando quase tudo em um raio de 25 km.

As principais vilas afetadas foram Cha, Nyos e Subum. Quando os poucos sobreviventes acordaram, eles viram um cenário caótico – até as moscas haviam morrido! Muitas pessoas foram achadas com sangue no nariz e na boca. Mas, afinal, o que ocasionou essa tragédia?

Gás tóxico matou 1.746 pessoas

Possíveis causas

“Eu não conseguia falar e fiquei inconsciente. Não consegui abrir minha boca porque o cheiro era medonho. Ouvi minha filha roncar de maneira terrível e anormal. Depois de passar pela cama dela, eu caí e vi que meus braços tinham feridas estranhas. Eu queria falar, mas minha respiração não saía. Nisso, minha filha já havia morrido” – o relato é do sobrevivente Joseph Nkwain e dá uma dimensão do que feio o acidente.

Passados mais de 30 anos desde a tragédia, os cientistas ainda não têm um consenso do que originou a nuvem tóxica sem precedentes. Como o dióxido de carbono é um gás pesado, ele se concentra no fundo de lagos formados em crateras vulcânicas. No caso de Nyos, ele acabou ficando no nível do solo, formando uma camada estimada em 50 metros de altura! O oxigênio respirável foi empurrado para cima dessa nuvem.

Ninguém sabe o que fez o gás “vazar” do fundo do lago para a atmosfera. Pode ter sido um tremor de terra, um princípio de erupção vulcânica ou um deslizamento. Os cientistas pensam até animais correndo podem ter criado oscilações na água a ponto de ela liberar o vapor tóxico.

Gado mortoMais de 3,5 mil cabeças de gado também morreram

Teorias da conspiração

Com a quantidade de incertezas, outras explicações absurdas surgiram. Muitas, é claro, apostam em teorias da conspiração, como um possível teste com bomba nuclear feito pelo governo de Israel ou mesmo de Camarões. Dois anos antes, um evento semelhante matou 37 pessoas ao redor do lago Monoun, a poucos quilômetros do Nyos.

Por conta dessas catástrofes, foram instalados tubos que liberam gradualmente o dióxido de carbono do fundo desses lagos. As tecnologias só foram implementadas em 2001 e 2011, quando cientistas apontaram que uma catástrofe ainda maior estava prestes a acontecer.  

Lago NyosTubos liberam o gás gradualmente

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.