5 fatos misteriosos sobre o metrô secreto na Rússia

5 fatos misteriosos sobre o metrô secreto na Rússia

Último Vídeo

O sistema de metrô da cidade de Moscou, na Rússia, é dono de uma das histórias mais intrigantes da mobilidade urbana. Isso porque logo abaixo do metrô tradicional na metrópole russa, a linha Metro-2 se tornou um dos trilhos subterrâneos mais secretos de todos os tempos.

Acredita-se que a linha era usada pela elite local para se locomover durante o período da União Soviética. Além disso, alguns pesquisadores creem que a construção também abrigava uma residência de 15 andares e muito se fala sobre a possibilidade do sistema ainda operar normalmente.

Mas, afinal, o que realmente se sabe sobre o Metro-2? Nós separamos cinco curiosidades sobre o tema!

1. Planos subterrâneos soviéticos

(Fonte: Pixabay)
(Fonte: Pixabay/Reprodução)

O país é historicamente conhecido por seus esconderijos subterrâneos que existem há séculos. O Kremlin de Moscou, por exemplo, possuía um quarto secreto que abrigava textos antigos antes desses serem perdidos por volta dos anos 1500.

Portanto, a existência de uma estrutura subterrânea secreta não seria qualquer novidade para a história do país.

2. A paranoia russa

(Fonte: Pixabay)
(Fonte: Pixaba/Reproduçãoy)

O grande motivo para a construção secreta do Metro-2 pode ser muito simples: paranoia. Após o fim da Segunda Guerra Mundial, o governo stalinista passou a ser discretamente ameaçado por uma parcela da população soviética.

Com medo da morte, Stalin, então, teria mandado construir a linha especial de metrô para que ele e seus aliados mais próximos pudessem fugir de um eventual atentado. 

3. Rotas curtas

(Fonte: Wikimedia Commons)
(Fonte: Wikimedia Commons/Reprodução)

Um fato sobre a linha Metro-2 é que ela realizava apenas rotas curtas por dentro de Moscou, o que facilitaria para mantê-la sobre segredo da população. 

Segundo o pesquisador Yuri Zaitsev, quatro trajetórias do metrô secreto ainda funcionam nos dias atuais e conectam locais importantes da cidade. 

4. Políticos comentaram sobre a existência do metrô

(Fonte: Pixabay)
(Fonte: Pixabay/Reprodução)

Após a queda da União Soviética, diversos políticos vieram a público para confirmar a existência do Metro-2. 

De acordo com o ministro Alexander Muzykantskiy, o gigante canal de transporte foi “criado para assegurar a estabilidade operacional de lideranças militares e políticas durante um conflito armado.”

5. A cidade sob Moscou

(Fonte: Pixabay)
(Fonte: Pixabay/Reprodução)

Alguns rumores indicam que o metrô secreto também abrigava a cidade subterrânea chamada de Ramenki-43, a qual abrigaria a elite soviética em caso de uma guerra nuclear. 

Em entrevista para a revista Time, um antigo oficial da KGB garantiu que a estrutura era grande o suficiente para abrigar até 15 mil pessoas.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.