Homem dado como morto retorna à vida aos gritos em necrotério

Homem dado como morto retorna à vida aos gritos em necrotério

Último Vídeo

Quatro horas após ser declarado como morto, o queniano Peter Kigen, de 32 anos, recuperou a consciência quando já estava prestes a ser embalsamado. O curioso caso ocorreu após a equipe do necrotério do Hospital Kapkatet cortar a perna do homem para realizar o processo de conservação do corpo, dando início a uma reação assustadora do rapaz.

Segundo reportado pelo jornal queniano The Standard, Peter havia desmaiado em sua própria casa, localizada no vilarejo de Kibwastuiyo, em Bureti, devido a uma forte doença no estômago. Aparentemente, o homem já havia morrido no caminho para o hospital, de acordo com o pronunciamento de uma das enfermeiras responsáveis, e foi encaminhado para o necrotério. O caso aconteceu na tarde da última terça-feira, 24.

Já prestes a ser embalsamado, quando a equipe médica havia realizado uma incisão em sua perna para drenar o sangue, Peter imediatamente retornou à vida em meio a gritos de dor e choro, algo que assustou não somente os profissionais, mas também o irmão e tio do homem, que acompanhavam todo o processo.

“O agente funerário me chamou ao necrotério e o vimos fazer movimentos. Ficamos chocados”, disse Kevin, irmão do paciente. “Não conseguimos entender como eles puderam mover uma pessoa que ainda está viva para o necrotério.”

Correria no hospital

De acordo com Gilbert Cheruiyot, médico do hospital, a confusão ocorreu por pressa dos familiares de Kigen, que exigiram urgência para o acompanhamento do defunto, mas não viram disponibilidade imediata de nenhum dos funcionários, já que estavam tratando de outros pacientes. Sem paciência para aguardar o atestado de óbito, a família decidiu levá-lo por conta própria para o necrotério.

Felizmente, após toda a bagunça e o susto com o retorno à vida, Peter recuperou a consciência e informou que tudo foi causado por uma doença crônica no estômago. “Não posso acreditar no que acabou de acontecer. Como eles descobriram que eu estava morto?”, disse Peter. “Eu nem sabia onde estava quando recuperei a consciência, mas agradeço a Deus por poupar minha vida. Vou servi-lo pelo resto da minha vida.”

O doutor Gilbert, por fim, creditou toda a situação para os médicos do necrotério, que avaliaram o paciente antes de fazer qualquer tipo de movimento. “O paciente foi posteriormente levado para a enfermaria e está respondendo bem ao tratamento. Esperamos dar alta a ele em alguns dias”, concluiu.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.