Caso Roswell: diário secreto traz novas pistas sobre OVNI

Após o aniversário de 73 anos de um dos maiores relatos envolvendo objetos voadores não identificados (OVNIs), um diário secreto de um dos oficiais de inteligência aérea dos Estados Unidos voltou a ser ligado ao Caso Roswell, quando uma espaçonave colidiu nas proximidades de uma base militar norte-americana no Novo México em julho de 1947.

Na época, o militar Jesse Marcel foi enviado ao local para coletar mais informações sobre um objeto que chegou a ser descrito em comunicado oficial como “um disco voador”. Porém, o relatório logo foi desmentido no dia seguinte ao seu anúncio e o OVNI reclassificado como apenas um “balão meteorológico”, levantando suspeitas sobre um acobertamento de um encontro alienígena por parte das forças armadas estadunidenses.

Incidente de Roswell

(Fonte: Universal History Archive/Getty Images)
(Fonte: Universal History Archive/Getty Images)

Nas fotos divulgadas pelos jornais em 1947, Marcel aparece segurando o que supostamente seria um pedaço de destroço do balão meteorológico equipado com um defletor de radar. Entretanto, o primeiro comunicado divulgado pelas autoridades locais seguiram instigando o imaginário das pessoas sobre a real situação das fotografias durante décadas.

Recentemente, a família de Jesse revelou que o homem mantinha um diário secreto sobre as suas missões, o qual poderia conter informações importantes sobre o Incidente de Roswell. As novas pistas deram origem ao documentário de três partes produzido pelo History Channel, intitulado de “Roswell: A Primeira Testemunha”, que teve seu primeiro episódio veiculado no dia 12 de dezembro.

Além de se aprofundar nos documentos deixados pelo oficial do exército dos EUA, a produção audiovisual também revisita o local do acidente, adiciona imagens aéreas e mapeia toda a região em busca de depressões no terreno que indiquem onde os destroços do suposto OVNI possam ter caído. 

Qual a relevância do Caso Roswell?

(Fonte: Pixabay)
(Fonte: Pixabay)

Para muitas pessoas ligadas à ufologia, o Incidente de Roswell é um dos primeiros grandes acontecimentos mundiais que podem indicar a interação humana com alguma forma de vida alienígena no passado, sobretudo pela forma controversa em que o governo norte-americano divulgou as informações do acidente na época do ocorrido.

Por fim, o caso ganha ainda mais força após um oficial do Pentágono ter confessado em 2017 que as autoridades estadunidenses possuem uma força-tarefa destinada única e exclusivamente para a análise de OVNIs no espaço aéreo do país desde 2007. Dessa forma, é possível que os acontecimentos no Novo México ainda sejam vastamente explorados em um futuro próximo.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.