Seja o primeiro a compartilhar

5 pessoas que sobreviveram à própria 'morte'

A linha entre a vida e a morte é muito tênue, o que pode dificultar identificar se um indivíduo realmente faleceu ou não. E não é só uma pessoa comum que é capaz de se confundir, muitos profissionais de saúde podem ter dificuldade em descobrir a causa da morte ou até mesmo se o paciente realmente se foi.

Pensando nisso, separamos 5 pessoas que sobreviveram a sua própria “morte”:

5. Timesha Beauchamp

https://www.youtube.com/watch?v=ZD516tjMR7g

Em agosto de 2020, a família de Timesha Beauchamp chamou uma ambulância para socorrê-la. Após os paramédicos afirmarem que a jovem de 20 anos, que tinha paralisia cerebral, não estava respondendo, ela foi declarada morta.

Contudo, durante o preparo do corpo para o enterro, um funcionário da funerária se deparou com a menina de olhos abertos e com um pequeno movimento no peito, indicando respiração. Infelizmente, a jovem faleceu logo depois, provavelmente por não ter tido mais o suporte de oxigênio que usava ao ter sido declarada morta.

4.Luz Milagros

Fonte: Pixabay/DivulgaçãoFonte: Pixabay/Divulgação

Quinze minutos após dar à luz sua filha em abril de 2012, na Argentina, Analia Bouter foi avisada que o bebê havia nascido morto. O hospital, então, colocou o neném no caixão dentro do necrotério refrigerado. 

Depois de 12 horas, em uma das orações, os pais da menina decidiram abrir o caixão. Para a surpresa dos dois, o bebê estava respirando. Por isso, ela foi registrada como Luz Milagros.

3. Walter Williams

Fonte: Pixabay/DivulgaçãoFonte: Pixabay/Divulgação

Com 78 anos, Walter Williams acordou dentro de um saco preto após ser declarado morto em sua casa em Lexington, Kentucky. Ele tentou se libertar, mas teve que esperar até a manhã seguinte, quando um dos funcionários da funerária o encontrou vivo. 

De acordo com o legista que declarou Williams como morto, o marca-passo defeituoso do paciente causou uma leitura falsa.

2. Rosa Celestrino de Assis

Fonte: Pixabay/DivulgaçãoFonte: Pixabay/Divulgação

Esse caso aconteceu no Rio de Janeiro, Brasil. Rosa Celestrino de Assis estava internada em um hospital carioca quando foi declarada morta pelos profissionais de saúde. Sua filha, Rosângela, foi até o necrotério para reconhecer o corpo quando encontrou a mãe ainda respirando.

Todos os médicos e enfermeiros envolvidos no erro foram afastados do hospital. Infelizmente, Rosa faleceu pouco menos de um mês depois.

1. Tom Sancomb

Fonte: Pixabay/DivulgaçãoFonte: Pixabay/Divulgação

Uma garota que ficou sem conseguir contatar seu namorado Tom Sancomb por dois dias entrou em contato com a polícia. Um policial entrou no apartamento de Sancomb e o encontrou caído. Os paramédicos chamados para atender a ocorrência não tentaram ressuscitar o homem por ele estar gelado e rígido ao toque.

O irmão do paciente “morto”, John, solicitou uma autópsia para descobrir a causa da morte. Quando a equipe de transporte chegou para encaminhar o corpo ao necrotério, eles notaram que Sancomb estava respirando e movendo um braço e uma perna.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.