Ele tem 96 anos e sua primeira música está entre as mais vendidas do iTunes
8.069
Compartilhamentos

Ele tem 96 anos e sua primeira música está entre as mais vendidas do iTunes

Último Vídeo

Fred Stoubaugh é um homem apaixonado pela esposa. É – em tempo presente e, ao que tudo indica, o verbo jamais será conjugado no passado. Lorraine Stoubaugh foi casada com Fred por incríveis 73 anos, mas ela acabou morrendo há pouco tempo, aos 91 anos de idade, deixando Fred sozinho e com o coração partido.

Aos 96 anos e apenas um mês após ter perdido o amor de sua vida, ele decidiu participar de um concurso cultural promovido por uma rádio e, mesmo não sabendo cantar, enviou a letra de uma música que compôs em homenagem à esposa – ao contrário dos outros concorrentes, que enviaram links do YouTube. Junto à carta com a música, Fred escreveu: “P.S: eu não canto, pois assustaria as pessoas haha”.

“Sweet Lorraine”

Fonte da imagem: YouTube

Os organizadores do concurso, assim que leram a música escrita por Fred — acompanhada de uma carta que contava sua história com Lorraine, a quem a canção é dedicada —, ficaram emocionados com as palavras do marido apaixonado, com a qualidade dos versos e então decidiram gravar “Sweet Lorraine” em estúdio.

Todo o processo de gravação da música, desde a seleção para o concurso até a versão final, foi resumido em um documentário, que você vai poder assistir a seguir. O vídeo está em inglês, mas as legendas podem ser traduzidas nas configurações do YouTube. Se você quiser pular direto para a música, siga para o minuto 5:55 e veja o momento emocionante no qual Fred ouve a música pronta pela primeira vez.

Após ter sua história divulgada e sua canção conhecida, Fred agora vê sua “Sweet Lorraine” entre as 10 mais vendidas do iTunes e classificada na categoria “Digital rock songs”, da Billboard. Os versos da música falam sobre o desejo triste e ao mesmo tempo bonito que Fred tem de viver os bons tempos de novo, ao lado de sua doce Lorraine.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.