10 artistas que odeiam grandes sucessos de suas carreiras
22
Compartilhamentos

10 artistas que odeiam grandes sucessos de suas carreiras

Último Vídeo

Ahhh a música! Essa forma de arte tão cativante e capaz de embalar as mais variadas emoções de uma pessoa ao longo de toda a sua vida. Nós gostamos muito de música aqui no Mega Curioso, e se você fizer uma rápida pesquisa em nosso buscador, vai encontrar diversas publicações com esse tema.

Nós já falamos aqui sobre o hit que pode ser considerado o mais empolgante de todos os tempos e também o mais triste, que inspirou mais de 100 suicídios na história. Nós também já contamos por que as pessoas gostam tanto de ouvir música, mas assim como há a preferência, também há casos em que a canção em si causa algum tipo de repulsa. Não só porque não se gosta do estilo, da letra ou da melodia, mas também por ela remeter a alguma lembrança desagradável.

E aqueles casos em que a música faz tanto sucesso e toca tantas repetidas vezes, que as pessoas acabam enjoando? Podem acontecer. Agora o que parece inacreditável, mas também acontece, são os casos de cantores e bandas que enjoam, ou não gostam e, até por outro motivo qualquer, deixam de tocar as suas próprias músicas. E quando elas simplesmente estão entre os maiores sucessos da carreira desses artistas?

Pois é, um desses casos aconteceu no início deste ano, quando a cantora Sinead O’Connor anunciou que deixaria de cantar o hit “Nothing compares 2 U” (vídeo abaixo). Segundo informações do site da revista Billboard, como justificativa ela declarou que “não se identifica emocionalmente com a canção”.

Mas como O’Connor não foi a única que enfrentou esse tipo de situação, baseados em uma lista publicada pelo site Mental Floss, apresentamos mais 10 artistas que anunciaram estar cansados ou enjoados dos seus maiores hits. Confira:

1. Radiohead, “Creep”

O vocalista do Radiohead, Thom Yorke, abomina a música “Creep”, a primeira de sucesso lançada pela banda. Ele a batiza de “crap” (lixo) e se recusa a interpretá-la da forma tradicional em suas apresentações ao vivo. O guitarrista Jonny Greenwood também não gosta da canção e confessou isso já durante as gravações da canção. Greenwood chegou a tentar sabotar o hit tocando a guitarra de maneira extremamente forte. Já Yorke teve uma reação destemperada em uma apresentação do grupo em Montreal: ele foi agressivo ao recusar o pedido de um fã para tocar “Creep”. “Vá se f@#&r! Nós estamos cansados disso”, exclamou. 

2. Bob Geldof, “Do they know it’s Christmas?” e “We are the world”

Nesta época de fim de ano, como não lembrar do grande sucesso “Então é Natal”, da Simone? Se você não se lembrar sozinho, certamente alguém vai fazer isso por você e provavelmente vai te irritar. Então, deve ser mais ou menos assim que, pelo mesmo tema (Natal), Bob Geldof passou a se desculpar por ter ajudado na composição de “Do they know it’s Christmas?”. Em entrevista ao Daily Mail, certa vez ele declarou que aonde ia, a música estava tocando e era a mesma história todo “santo” Natal. “Eu vou ao supermercado, me dirijo ao cortador de carne e ela está tocando!”, contou.

Junto com o tema natalino, Bob Geldof condena outra música de grande sucesso da qual participou na criação: a também sempre lembrada “We are the world”. Em referência aos hits, ele não hesita em admitir: “Eu sou responsável por duas das piores canções da história”.

3. Led Zeppelin, “Stairway to heaven”

Robert Plant, o vocalista do Led Zeppelin, aguentou pelo menos 17 anos tocando um de seus maiores sucessos: a música “Stairway to heaven”. Esse período durou até 1988, quando, em entrevista ao jornal Los Angeles Times, ele declarou que ficaria louco de ter que tocar a música em todo show que fizesse.

Duas décadas depois, em um concerto pontual em Londres, Plant pediu para que a música não fosse tocada como encerramento do show e que o guitarrista Jimmy Page se “segurasse para não a tornar uma ‘salada’ ainda mais cheia de solos”. Antes disso, porém, o vocalista chegou a fazer uma doação para uma rádio da cidade de Portland que anunciou que não mais reproduziria a canção durante a programação.

4. Madonna, “Like a virgin”

A pop star Madonna deu entrevistas nas quais expressava a sua insatisfação em cantar o hit “Like a virgin”. Em 2008, para uma emissora de rádio de Nova York, ela disse que, juntamente com a música “Holiday”, não interpretaria mais a canção, “a não ser que alguém pagasse uns US$ 30 milhões ou algo assim”. No ano seguinte, ela chegou a dizer que não conseguia nem mais ouvir o próprio hit. “As pessoas, por algum motivo, acham que quando você vai fazer compras ou a um restaurante, quer ouvir uma de suas canções. Geralmente essa música é ‘Like a virgin’ e é justamente essa que eu não quero ouvir”, explicou.

5. Beastie Boys, “(You got) Fight for your right (to party)”

Um dos Beastie Boys, Mike D, chegou a declarar que a única sensação ruim que ele possuía sobre a música é que talvez ela tenha reforçado valores de alguns fãs que não correspondem aos valores que a própria banda tinha. De fato, realmente muitos seguidores dos Beastie Boys levaram a canção a sério. A banda, mesmo que com certo tom de ironia, descreveu o hit que os colocou na trilha da fama como uma “porcaria”. A declaração está no encarte do seu álbum de maior sucesso, o “The Sounds of Science”, de 1999.

6. The Pretenders, “Brass in pocket”

A música dava pintas de sucesso e a banda, o empresário, o produtor, quase todos perceberam que seria um estouro. E de fato foi. O hit “Brass in pocket” foi o responsável por levar o álbum com o mesmo nome da banda, “The Pretenders”, ao disco de platina, com mais de 1 milhão de cópias vendidas.

No entanto, uma pessoa não gostava da canção. Justamente a vocalista, líder do conjunto, Chrissie Hynde, que odiava a música fortemente. Ela também via a possibilidade de sucesso e considerava o hit muito “óbvio”, por isso não gostava. Em entrevista ao jornal Observer, ela contou que chegou a dizer ao produtor que ele só iria lançar a música por cima do seu cadáver.

7. Flock of Seagulls, “I ran (so far away)”

Mike Score, o vocalista da banda Flock of Seagulls, odeia as duas coisas pelas quais ficou marcado nos anos 1980. Uma delas era o seu penteado excêntrico, que o cantor resolveu cortar para evitar as inúmeras perguntas de repórteres sobre o assunto. A outra é a canção “I ran”, um dos maiores sucessos da banda. No programa “As melhores músicas dos anos 80”, do canal VH1, Score reconheceu que não gostava da música. “Todas as vezes que eu estou tocando ao vivo, todos querem escutar ‘I ran’. Eu estou cheio disso”, ressaltou.

8. John Mellencamp, “Jack and Diane”

“Eu tenho vivido com os meus caprichos pelo que Jack e Diane me deram, então eu não posso odiá-los muito”. Essa é a opinião do cantor John Cougar Mellencamp sobre o seu hit número 1 da carreira. No entanto, em uma entrevista ao jornal The Sun em 2008, ele não escondeu que já não sentia mais a mesma emoção em ter escrito a famosa canção sobre o casal. “Eu já estou um pouco cansado deles”, declarou.

9. Oasis, “Wonderwall”

Liam, um dos famosos irmãos Gallagher à frente da extinta banda britânica Oasis, odeia um dos, ou talvez o seu maior hit: “Wonderwall”. Ele ressaltou isso em uma entrevista à MTV, dizendo que toda vez que precisava cantá-lo, tinha vontade de se amordaçar. Aparentemente, sua principal bronca era, na verdade, com os fãs que o conheciam somente pela autoria dessa música e usava o exemplo do pessoal do outro lado do oceano Atlântico. “Você vai para a América e eles fazem isso: ‘você é o Sr. Wonderwall? ’, aí você tem vontade de quebrar a cara de alguém”, reclamou.

10. R.E.M., “Shiny Happy People”

Atualmente, o ex-vocalista principal da banda R.E.M., Michael Stipe, adota uma postura cautelosa em relação às canções de que não gosta, porque acredita que sua opinião pode ferir algum fã para o qual elas tenham significados especiais. Por isso, o cantor se limita a dizer que “Shiny Happy People” possui um “menor apelo” para ele. No entanto, em uma entrevista cedida a um programa de humor em 1995, ele admitiu que odiava a canção. Stipe também afirma que ele e seus companheiros do antigo R.E.M. concordam que essa é uma faixa que não deveria ter entrado no álbum das melhores músicas da banda.

Para você, o que faz uma música se tornar irritante? Dê a sua opinião no Fórum do Mega Curioso

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.