A água que escorre do ar-condicionado é boa para beber?
345
Compartilhamentos

A água que escorre do ar-condicionado é boa para beber?

Último Vídeo

Nos dias quentes, de vez em quando levamos um baita de um pingo-d’água na cabeça vindo de aparelhos de ar-condicionado nos prédios. E são milhares desses equipamentos produzindo certa quantidade de água que tem como destinos as calçadas das cidades ou as cabeças dos cidadãos.

Nos atuais modelos split, o gotejamento é menor, mas existe em um compartimento para drenagem. Será que essa água poderia ser aproveitada para outros fins mais úteis, por exemplo, para o consumo humano? O pessoal do site Slate reuniu alguns testes e pesquisas sobre esse líquido que pinga dos aparelhos.

Limpa até certo ponto

Segundo eles, de forma geral, a maior parte do gotejamento do ar-condicionado é apenas de vapor de água condensada que vem do ar do interior dos edifícios. Os aparelhos são projetados para drenar essa água na parte de trás, fazendo com que ela escorra para fora.

Na maioria dos aspectos, essa água é como a da chuva (que também se forma pelo vapor de água condensado) ou da umidade que se acumula por fora da lata de refrigerante gelado, não representando grandes riscos. No entanto, em casos raros, pequenas quantidades de água podem ficar estagnadas no interior do ar condicionador, tornando-se um meio fértil para as bactérias.

Bactérias

Em um dia quente e úmido, um aparelho pode gotejar até dois litros de água, que se acumula em sua bobina de evaporação enquanto ele esfria e desumidifica o ar. Esta bobina, como muitas canalizações utilizadas para a água potável, é feita de cobre, sendo muito mais limpa do que você poderia esperar ao olhar para um filtro de ar empoeirado.

Fonte da imagem: Shutterstock

No entanto, basta uma estagnação ou falha na drenagem para as bactérias se aproveitarem da situação, especialmente uma batizada de Legionella sp., famosa devido a um caso famoso de contaminação de ar-condicionado em um prédio durante uma convenção da Legião Americana em 1976, na Filadélfia.

Apesar disso, as bactérias mais nocivas parecem não atacar os aparelhos menores e, para os especialistas, essa água até pode ser potável e nem tão suja quanto pensamos, mas é mais seguro deixá-la apenas para regar as plantas.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.