Se não é espontâneo, o Photoshop resolve: 9 super-heróis ficaram realistas
40
Compartilhamentos

Se não é espontâneo, o Photoshop resolve: 9 super-heróis ficaram realistas

Último Vídeo

Filmes, novelas, comerciais, revistas, quadrinhos, livros e basicamente tudo o que conte algum tipo de história tem um impacto grande na imagem que fazemos de nós mesmos. Esse impacto é inconsciente, de modo que é fácil não perceber que ele existe.

Essa questão se dá também por uma necessidade de reconhecimento, de se ver como parte de um grupo – eis uma das características mais humanas de todas. Entender isso é fundamental quando ouvimos falar por aí que há poucas atrizes negras em papéis protagonistas, por exemplo. E aí entra o ponto chamado de representatividade.

Arte de M Stefenns, designer e ilustradora. Extraída de: Momentum Saga.

Na infância e na adolescência, quando a nossa noção de mundo e de sociedade está começando a se formar, a falta de representatividade é um péssimo negócio. Nunca ser representado em produções culturais ou ser estereotipado, quando há alguma representação, acaba favorecendo a ideia de que quem precisa se adequar somos nós. E aí começam os problemas de autoimagem, o ódio do próprio corpo, da própria condição social e por aí vai.

É por isso que alguns artistas têm repensado padrões, como o caso do projeto da Barbie de proporções reais, das princesas da Disney com cabelos realistas também e, inclusive, em versões acima do peso. Isso tudo na tentativa de dizer que está tudo bem sermos do jeito que somos, ainda que não sejamos representados de uma maneira justa. Na verdade, esses trabalhos buscam dar início a uma representação mais real e coerente – quem sabe no futuro as coisas não melhorem...

Os quadrinhos também costumam representar pessoas de padrões físicos completamente irreais. O site norte-americano Bulimia, que se dedica a publicar conteúdos sobre distúrbios alimentares e suas consequências, resolveu interferir nisso e usar o Photoshop para criar versões mais realistas de alguns super-heróis. Confira a seguir e depois nos conte o que achou:

E aí, o que mais poderia ser mudado no mundo dos quadrinhos? Comente no Fórum do Mega Curioso

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.