Seu emprego pode deixar de existir na próxima década
86
Compartilhamentos

Seu emprego pode deixar de existir na próxima década

Último Vídeo

Com o passar dos anos e com as novas tecnologias que surgem, é normal que alguns empregos sejam extintos e novos sejam criados. Praticidades que temos hoje, como caixas eletrônicos ou objetos produzidos em escala industrial, facilitaram a nossa vida, mas mudaram a demanda de trabalho. É o ciclo natural que só é acelerado conforme a tecnologia evolui.

A capacidade de processamento de computadores está cada vez maior, e o campo da robótica avança a cada dia, então é possível que muitas das vagas que estão disponíveis no mercado hoje comecem a ser abandonadas, e seus funcionários, substituídos por máquinas.

Podemos afirmar que ninguém é totalmente insubstituível, mas será que a função que você exerce no trabalho poderia ser executada por um robô?

Vagas de emprego para robôs

A substituição de humanos por máquinas não será total e dependerá de inúmeros fatores, como demanda de mão de obra, segurança (alguns empregos são tão perigosos que, para evitar acidentes, robôs poderiam fazer o trabalho), custo do novo maquinário e investimento em tecnologia para uma área específica.

Porém, uma pesquisa feita pela CBRE e Genesis indica que as mudanças que estão ocorrendo alteram a maneira como o mercado de trabalho funciona e que é possível que até 50% das vagas que existem hoje sejam extintas na próxima década.

Isso indicaria que os empregos evoluiriam e as pessoas iriam para áreas mais criativas, deixando o trabalho braçal para computadores, robôs e máquinas.

Robô Xenex, criado para eliminar vírus através de raios UV

Os robôs que já existem

Os primeiros que vêm à mente talvez sejam os robôs da indústria, principalmente da automobilística, que fazem trabalhos repetitivos e pesados, porém existem algumas máquinas que executam atividades delicadas ou cargos que, pelo menos aqui no Brasil, ainda são tradicionalmente executados por humanos.

Um exemplo bem divertido de assistir é o caso dos robôs confeiteiros que já mostramos aqui no Mega, ou estes robôs que preparam e servem comida na China.

Porém, em um uso que já é bem comum em outros países, máquinas substituem caixas de supermercado: você passa o código de barras de cada produto na máquina, os empacota e depois é só passar o cartão ou inserir as notas ou moedas para efetuar a compra.

Avatares robóticos

Pensando um pouco em ocupações menos mundanas, a Curiosity, a sonda espacial enviada pela NASA para estudar Marte, faz pesquisas à distância e é praticamente um robô astronauta controlado por cientistas na Terra.

Mais sondas como esta podem ser enviadas para fazer estudos em áreas remotas já que, diferente de humanos, não há a necessidade de se preocupar com a viagem de retorno, alimentação e efeitos colaterais da gravidade diferente no organismo.

O que os analistas antecipam

Segundo especialistas, uma área que provavelmente seria invadida por robôs é a de limpeza. Eles recolheriam lixo, especialmente resíduo hospitalar ou tóxico, que tem efeitos nocivos à saúde humana, além de efetuar limpeza em ambientes contaminados por doenças infectocontagiosas.

Também estão ameaçados empregos na agricultura, que cada vez mais está sendo dominada por enormes máquinas, para o bem da saúde de centenas de trabalhadores rurais que sofriam com intoxicações por produtos químicos.

Além desses, operadores de máquina de costura na indústria têxtil, operadores de telemarketing, datilógrafos e carteiros. Estes últimos, com alguma sorte, serão substituídos por drones de entrega.

Mesmo se o seu emprego não estiver na lista, não é bom comemorar agora e acreditar que você está seguro. As evoluções tecnológicas podem ir além do que estimam os especialistas, e sempre é bom ter um plano B para evitar o desemprego.

Como garantir sua empregabilidade

Seja uma pessoa insaciável por diferentes conhecimentos, com habilidades multidisciplinares. Quanto mais ampla for a sua visão do mundo, e mais flexível você for para aceitar inovações e sair da sua zona de conforto, melhor.

Ser uma pessoa de mente aberta que procura soluções para problemas em diferentes ângulos e de maneiras não ortodoxas é sempre um diferencial interessante.

E se você não percebe essas características em si mesmo, talvez seja hora de começar a cultivar essas habilidades. Em um mundo onde as suas maiores rivais são máquinas eficientes e capazes de exercer várias funções, a criatividade é essencial, muito mais do que qualquer jeitinho brasileiro.

Você sabe com quais outras questões do futuro deveríamos estar preocupados, segundo especialistas? Veja neste especial do Mega Curioso.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.