Homem descobre que sua “barriguinha de cerveja” era um baita de um tumor
89
Compartilhamentos

Homem descobre que sua “barriguinha de cerveja” era um baita de um tumor

Último Vídeo

Pense no susto que este homem levou ao ir ao médico e descobrir que a “barriguinha de cerveja” que ele tinha era, na verdade, um baita de um tumor! Tudo aconteceu depois de Kevin Daly — o cara da barriga — emagrecer uns quantos quilos e ficar cismado com a danada da pancinha, que teimava em ficar ali, redonda e volumosa.

Pança

De acordo com Sara G. Miller, do site Live Science, a saga da barriguinha começou em 2015, depois de Kevin passar por uma cirurgia cardíaca e emagrecer mais de 13 quilos. O paciente, que tem 63 anos de idade e 1,93 metro de altura, segue um estilo de vida bastante ativo e disse que nem curte cerveja. Pois, não é de se estranhar que ele tenha decidido investigar o motivo de o volume acumulado em seu abdome não ter diminuído com a perda de peso.

Então, após submeter Kevin a uma tomografia, os médicos descobriram que o que ele tinha não era uma barriguinha de cerveja, mas sim um tipo raro de tumor chamado lipossarcoma — um tipo de câncer que surge no tecido adiposo. E o bichão era enorme! A remoção ocorreu no finalzinho do ano passado e o sarcoma bateu mais de 13 quilos na balança, isto é, praticamente o equivalente ao peso que Kevin emagreceu quando notou o barrigão.

Olha o tamanho do tumor!

Aliás, de acordo com Peter Hess, do site Inverse, a equipe que removeu o tumor só descobriu seu verdadeiro tamanho na hora da cirurgia, já que na tomografia os médicos estimaram que o sarcoma pesava pouco mais de 5 quilos — o que não é pouco! Conforme contaram os cirurgiões, o câncer era tão volumoso, que alguns órgãos de Kevin inclusive se encontravam deslocados e a operação acabou sendo mais complexa do que eles haviam previsto.

Os lipossarcomas são relativamente raros, sendo diagnosticados em cerca de 2 mil pessoas nos EUA anualmente — e em 3,5 mil aqui no Brasil. Eles são tumores malignos que devem ser tratados, mas, como muitas vezes são confundidos com acúmulo de gordura e não interferem com as funções do organismo, os doentes acreditam que simplesmente ganharam peso. No caso de Kevin, depois da cirurgia, seus órgãos “voltaram” ao lugar e, assim como ocorre com outros tipos de câncer, ele terá que seguir um monitoramento para garantir que a doença não volte. Mas, no mais, o ex-barrigudo está se recuperando bem.

***

Você já se inscreveu para receber a newsletter do Mega Curioso? Não? Então, clique aqui e se inscreva para receber nossas doses semanais de curiosidades no seu email!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.