54
Compartilhamentos

10 mitos sobre café que você precisa deixar para trás!

Último Vídeo

Café faz bem para isso, café faz mal para aquilo. Quem o consome muito já ouviu de tudo sobre essa bebida, que é uma das mais consumidas pelos brasileiros.

No entanto, alguns mitos também já se mostraram ser exatamente isso: apenas mitos! Então pegue sua xícara e venha ler a respeito de algumas questões sobre o líquido que já foram desmentidas pela ciência!

1. Café vicia

1

Que tal começar pelo menos enganoso dos mitos? Pois é, não é totalmente uma mentira de que café gera uma leve dependência – e, confesse, se você bebe uma xícara atrás da outra, a essa altura do campeonato já deve ter se tocado disso.

A questão é: apesar de a cafeína estimular o sistema nervoso central assim como algumas drogas, seus efeitos não duram mais do que um dia ou dois. Dessa forma, não é que você seja mortalmente dependente dela. Se precisar parar de consumir, só vai sentir falta por um período breve.

2. Hipocondríacos invejam

2

Tantas hipóteses já foram levantadas para combater o consumo exagerado dessa bebida que até à raiva e à sarna já tentaram associá-la! Mas o mero hábito de ingerir um cafezinho depois de cada refeição não vai fazer com que você tenha câncer, osteoporose ou problemas cardíacos.

É claro que o exagero sempre pode levar a questões maiores, mas se você se atém às três xícaras por dia, vai ficar bem.

3. Cafeína desidrata?

3

Sim. Isso significa que o café desidrata também? Não! Embora exista há tempos uma desconfiança de que o seu principal componente ajuda a diminuir os níveis de fluidos do corpo, a quantidade de água usada para extrair o sabor dos grãos compensa, e muito.

Inclusive, um estudo realizado na Inglaterra em 2014 mostrou que o café fornece qualidades hidratantes similares às da água pura e que quem o bebe regularmente desenvolve certa tolerância aos seus efeitos diuréticos.

4. Boost pós-ressaca

4

Café é um estimulante, então é natural recorrermos a ele quando precisamos estar mais alertas e acordados. Mas não há absolutamente nada no líquido que cure ressaca. Outra mentira é a de que o café pode fazer com que pessoas alcoolizadas fiquem sóbrias se o beberem. Isso não acontece, pois a cafeína não tem o poder de reverter o impacto cognitivo do álcool.

5. Café emagrece

5

Não dá nem para saber como surgiu esse mito, mas ele certamente não corresponde à realidade! Embora o café tenha efeitos leves no sentido de aumentar o metabolismo, isso não se reflete diretamente em perda de peso.

6. Crescimento

6

Pessoas baixinhas beberam mais café na infância? Que bobagem! Não há nenhuma evidência relacionando a cafeína ao crescimento. Outro grande mito diz respeito à gravidez. A menos que a gestante exagere no vício, beber um pouco – uma xícara por dia – não prejudica o bebê.

7. Todo café é igual

7

Outro mito! A quantidade de cafeína presente em diferentes tipos de grãos ou preparos é diferente. O tipo de planta, de solo de cultivo, de moagem, de método... tudo isso influencia o sabor, a aparência e até mesmo a porcentagem de estimulante no líquido.

8. Quanto mais escuro melhor...

8

Essa máxima só serve se você gosta de café queimado. Quanto mais escuro, mais ácido e mais amargo. Não necessariamente mais forte!

9. Água fervente

9

Há quem acredite que, quanto mais quente estiver a água, melhor o sabor do café. Na verdade, água acima de 100 °C ajuda a extrair alguns óleos dos grãos, que fazem com que a bebida fique com aquele sabor de queimado.

10. Café à tarde, nem pensar

10

Entre 75% e 100% do café que consumimos é eliminado do corpo nas horas seguintes, e, entre 4 e 7 horas depois que você beber sua sagrada xícara da tarde, o que você consumir já não vai mais estar no seu corpo.

Então, se a sua hora de dormir é a partir das 22h, até as 15h ainda dá para evitar o efeito estimulante da cafeína à noite.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.