Quer emagrecer? Durma em um quarto gelado
48
Compartilhamentos

Quer emagrecer? Durma em um quarto gelado

Último Vídeo

Cada um tem suas manias na hora de dormir. Muitas cobertas, só um lençol, pés para fora, barriga para baixo. Independente da maneira preferida, se você quiser manter a forma, talvez seja melhor deixar seu quarto mais frio. Um estudo mostrou que isso acaba acelerando o metabolismo e refletindo no aumento do gasto calórico, mesmo durante o dia.

Nosso corpo é composto por dois tipos de gordura: a branca e a marrom. A primeira armazena calorias para uso em casos de necessidade e também se acumula pelo corpo, incomodando muita gente. Já a segunda é considerada metabolicamente ativa e utilizada pelo corpo de forma regular.

Os bebês aproveitam a gordura marrom para se aquecerem, pois ainda não têm desenvolvida a habilidade de tremer. Conforme envelhecemos, a quantidade dessa gordura diminui em nosso corpo, infelizmente.

Sono gelado

Este estudo, publicado em 2014, apontou que é possível aumentar o nível de gordura marrom no corpo ao dormir em um ambiente gelado, e a maior presença dela é associada a uma diminuição de peso.

Para que tudo pudesse ser controlado, cinco homens saudáveis dormiram em um cômodo com temperatura controlada por 4 meses. Todas as refeições foram fornecidas pelos pesquisadores como forma de controlar a ingestão de calorias.

No primeiro mês, eles dormiram com a temperatura em 24 °C; no seguinte, ela diminuiu, sendo colocada em 19 °C. O terceiro mês não teve temperatura regulada, mantendo o que existia no ambiente, mas o último foi o pagamento pelo tempo de regalias. Eles precisaram passar 1 mês dormindo em um quarto (ou seria forno?) com temperatura de 27 °C.

Os resultados mostraram que, após o segundo mês, quando dormiram com temperatura de 19 °C, suas reservas de gordura marrom quase dobraram, o que auxiliou no aumento da sensibilidade à insulina. Esse é um parâmetro que indica como o corpo reage à ingestão de alimentos e regula os níveis de açúcar no sangue, geralmente usado como um sinal de saúde metabólica. Nesse período, a queima de calorias aumentou, mesmo durante o dia.

Como tudo que é bom dura pouco, assim que passaram a dormir em um ambiente mais quente, os voluntários retomaram os níveis de gordura marrom que possuíam no início do estudo. Resumindo, existem duas opções: caprichar no ar-condicionado ou aproveitar o inverno para tornar a dieta mais efetiva.

***

Você conhece a newsletter do Mega Curioso? Semanalmente, produzimos um conteúdo exclusivo para os amantes das maiores curiosidades e bizarrices deste mundão afora! Cadastre seu email e não perca mais essa forma de mantermos contato!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.